Diferenças entre edições de "Linguagem"

2 057 bytes adicionados ,  22h07min de 4 de janeiro de 2012
sem resumo de edição
m (r2.7.2) (Robô: A remover: nv:Saad (Ałtsʼáʼáztiin) A modificar: frp:Lengoua)
{{ver desambiguação}}
 
'''Linguagem ''' é qualquer e todo sistema de [[signo linguístico|signos]] que serve de meio de [[comunicação]] de ideias ou sentimentos através de signos convencionados, sonoros, gráficos, gestuais etc., podendo ser percebida pelos diversos [[Sentidos|órgãos dos sentidos]], o que leva a distinguirem-se várias espécies ou tipos: [[linguagem visual]], [[linguagem corporal|corporal]], [[linguagem gestual|gestual]], etc., ou, ainda, outras mais complexas, constituídas, ao mesmo tempo, de elementos diversos.<ref>[[Napoleão Mendes de Almeida|ALMEIDA, Napoleão Mendes de]]. ''Gramática metódica da língua portuguesa''. [[São Paulo]] ([[SP]], [[Brasil]]): Saraiva, 2005.</ref><ref>[[Aurélio Buarque de Holanda Ferreira|FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda]]. ''''Dicionário da língua portuguesa''''. [[Rio de Janeiro]] ([[RJ]], Brasil): Nova Fronteira, 2000.</ref> Os elementos constitutivos da linguagem são, pois, [[gesto]]s, [[sinal|sinais]], [[som|sons]], [[símbolo]]s ou [[palavra]]s, usados para representar [[conceito]]s, ideias, significados e pensamentos. Embora os animais também comuniquem, a linguagem verbal pertence apenas ao Homem.<ref name="ReferenceA">Verónica Bicho, '''Funcionamento da Língua Portuguesa'''. Edições Sebenta</ref>
[[File:Lakhovsky Conversation.jpg|thumb|right|[[Arnold Lakhovsky]], ''A conversação'' (1935).]]
[[Ficheiro:Brain Surface Gyri.SVG|thumb|Algumas áreas do cérebro envolvidas no processamento da linguagem:.
 
[[Cérebro humano|Área de Broca]] (Azul), Área de Wernicke (Verde), Giro supramarginal (Amarelo), Giro angular (Laranja) ,Cortex auditivo primário (Rosa)]]
'''Linguagem''' pode se referir tanto à capacidade especificamente humana para aquisição e utilização de sistemas complexos de comunicação, quanto à uma instância específica de um sistema de comunicação complexo<ref name="HOUAISS_lingua">Antônio Houaiss. O que é língua. São Paulo: Brasiliense: 1991;</ref>. O estudo científico da linguagem, em qualquer um de seus sentidos, é chamado [[linguística]]<ref>Evani Viotti. [http://www.libras.ufsc.br/hiperlab/avalibras/moodle/prelogin/adl/fb/logs/Arquivos/textos/introducao_aos_estudos_linguisticos/1_O%20que%20%E9%20lingu%EDstica.pdf Introdução aos Estudos Linguísticos]. [[Universidade Federal de Santa Catarina]]: Florianópolis, 2007;</ref>.
 
O ser humano fala aproximadamente entre 3000 e 6000 línguas. Não existem dados precisos. As [[línguas naturais]] são os exemplos mais marcantes que temos de linguagem. No entanto, ela também pode se basear na observação visual e auditiva, ao invés de [[Estímulo (fisiologia)|estímulos]]. Como exemplos de outros tipos de linguagem, temos as [[Língua de sinais|línguas de sinais]] e a [[Escrita|linguagem escrita]]. Os [[código fonte|códigos]] e os outros tipos de [[língua artificial|sistemas de comunicação construído artificialmente]], tais como aqueles usados ​​para [[programação]] de computadores, também podem ser chamadas de linguagens. A linguagem, nesse sentido, é um sistema de sinais para codificação e decodificação de [[informações]]. A palavra portuguesa deriva do [[francês antigo]] ''langage''<ref>De acordo com o ''Dicionário de Comunicação'': Linguagem (s.f.) é uma forma de expressãodo pensamento entre os homens que opera através de signos vocais (a fala) e eventualmente gráficos (a escrita), que formam uma língua". Ciro Marcondes Filho (org.). Linguagem. In: ''Dicionário de Comunicação''. São Paulo: Paulus, 2009;</ref>. Quando usado como um conceito geral, a palavra "linguagem" refere-se a uma faculdade cognitiva que permite aos seres humanos aprender e usar sistemas de comunicação complexos.
 
A linguagem humana enquanto sistema de [[comunicação]] é fundamentalmente diferente e muito mais complexa do que as formas de comunicação das outras espécies, já que se baseia em um diversificado sistema de regras relativas à símbolos para os seus significados, resultando em um número indefinido de possíveis expressões inovadoras a partir de um finito número de elementos. De acordo com os especialistas, a linguagem pode ter se originado quando os primeiros [[hominídeos]] começaram cooperar, adaptando sistemas anteriores de comunicação baseado em sinais expressivos a fim de incluir a [[teoria de outras mentes]], compartilhando assim [[intencionalidade]]. Nessa linha, este desenvolvimento pode ter coincidido com o aumento do volume do [[cérebro]], e muitos linguistas vêem as estruturas da linguagem como tendo evoluído a fim de servir a funções comunicativas específicas. A linguagem é processada em vários locais diferentes do [[cérebro humano]], mas especialmente na [[área de Broca]] e na [[Área de Wernicke]]<ref name="SAGAN_EDEN">[[Carl Sagan]]. Os dragões do Éden. Rio de Janeiro: F. Alves, 1997;</ref>.
 
== Generalidades ==
[[Ficheiro:Brain Surface Gyri.SVG|thumb|Algumas áreas do cérebro envolvidas no processamento da linguagem:.
[[Cérebro humano|Área de Broca]] (Azul), Área de Wernicke (Verde), Giro supramarginal (Amarelo), Giro angular (Laranja) ,Cortex auditivo primário (Rosa)]]
Não se devem confundir os conceitos de linguagem e de [[Língua natural|língua]]. Enquanto aquela (linguagem) diz respeito à capacidade ou faculdade de exercitar a comunicação, latente ou em ação ou exercício, esta última (língua ou idioma) refere-se a um conjunto de palavras e expressões usadas por um povo, por uma nação, munido de regras próprias (sua [[gramática]]).
 
514

edições