Diferenças entre edições de "Prótese peniana"

15 110 bytes removidos ,  10h24min de 18 de janeiro de 2012
bot: revertidas edições de 189.121.16.50 ( erro : -50), para a edição 22689078 de VolkovBot
(bot: revertidas edições de 189.121.16.50 ( erro : -50), para a edição 22689078 de VolkovBot)
'''Prótese peniana''' é um dispositivo médico implantado no [[pênis]] durante uma [[procedimento cirúrgico|cirurgia]] que tem como objetivo permitir uma ereção satisfatória para [[relações sexuais]].
''''Prótese Peniana'''
<gallery>
Ficheiro:Exemplo1.jpg|Legenda1
Ficheiro:Exemplo2.jpg|Legenda2
</gallery>
A Impotência ou em termos modernos Disfunção Erétil (ED) tem afligido homens há muitos anos, provavelmente desde o início da humanidade. Suportes externos para ajudar na ereção, que seriam os precursores da prótese peniana, são conhecidos desde a Idade Antiga mas felizmente evoluíram muito até a atualidade. A prótese peniana hoje em dia é muito mais segura, com riscos de problemas mecânicos muito menores, bem como mais estética e melhor rigidez e é por esse motivo que tem sido tão largamente utilizada nos tratamentos de disfunção erétil.
A prótese peniana é utilizada nos casos em que os tratamentos clínicos (via oral ou injetável) não são eficientes ou viáveis. Os implantes irão devolver ao pênis do homem uma rigidez adequada que permitirá uma relação sexual normal.
Algumas das indicações de implante peniano são: doenças vasculares, diabetes, sequelas de cirurgias para câncer de próstata ou de bexiga, Síndrome de Peyronie, doenças neurológicas, hipogonadismo, fratura pélvica. Também são indicados os implantes em alguns casos de impotência associada a doenças crônicas renais, alcoolismo, esclerose múltipla, trauma genital, Parkinson.
Hoje em dia encontramos basicamente três grupos de prótese peniana no mercado: maleável, articulável e inflável. O implante é feito dentro dos corpos cavernosos e fica totalmente interno não ficando nada externo. Todos esses implantes não atrapalham as atividades normais, não influem em nada na parte de fertilidade ou orgasmo e é por esse motivo que têm alto grau de satisfação tanto por parte dos pacientes como por parte das companheiras. A sensação de prazer, de orgasmo e ejaculação são absolutamente normais.
Benefícios do implante:
• Permite o retorno a uma vida sexual;
• Oferece uma solução em longo prazo;
• Permite ter ereção e relação quando desejar;
• Oferece uma ereção duradoura;
• Elimina os gastos com medicamentos via oral ou injetável;
• Não interfere na ejaculação ou no orgasmo.
O implante peniano é sempre feito em hospitais e é fundamental esclarecer antes ao paciente todos os detalhes básicos do procedimento tais como a irreversibilidade da cirurgia devido a dilatação dos tecidos cavernosos, a disponibilidade dos diversos tipos de prótese (vantagem e desvantagens de cada uma) bem como todos os cuidados a serem tomados antes e após o ato cirúrgico. O paciente deve sempre assinar um termo de Consentimento Informado antes do procedimento, mostrando que tem total conhecimento do tipo de cirurgia que irá fazer bem como consciência de que há riscos como qualquer outra cirurgia.
Um ponto que sempre tem que ser lembrado é que a finalidade do implante é de dar rigidez ao pênis e não de aumentar a dimensão do pênis como algumas pessoas pensam. Não é um procedimento estético e sim funcional.
Prótese peniana maleável
<gallery>
Ficheiro:Exemplo1.jpg|Legenda1
Ficheiro:Exemplo2.jpg|Legenda2
</gallery>
Consiste de duas hastes de silicone que têm internamente uma haste metálica que são implantadas dentro dos corpos cavernosos. Estas hastes podem ser colocadas na posição ereta, pronta para a relação sexual, ou para baixo, que é a forma mais discreta para o cotidiano.
Há um tipo de prótese maleável chamada Coloplast Gênesis que possui um revestimento chamado “Bioflex” que permite a absorção de antibiótico antes de ser implantada evitando maiores riscos de infecção pois o medicamento é dispersado e permanece agindo por 72 horas no organismo. É apresentada em 3 diâmetros diferentes permitindo uma perfeita adaptação a qualquer tipo de corpo cavernoso. Existem também outras marcas no mercado para a melhor escolha pelo cirurgião dependendo de cada paciente.
 
 
 
Prótese articulável
AMS Spectra - É um tipo de implante que fica bastante discreto quando em repouso mas que permite ótima rigidez quando em posição de ereção. O implante permanece rígido durante todo tempo de ereção não retornando ao estado de repouso durante o ato sexual. Para retorno ao estado flácido basta o paciente desacioná-lo. É de fácil implante para o cirurgião e de fácil uso pelo próprio paciente.
Prótese peniana inflável de 2 volumes
A prótese peniana de 2 volumes é composta por um par de cilindros infláveis que são implantados nos corpos cavernosos e uma bomba de controle que é implantada na bolsa escrotal não ficando nada aparente. Os cilindros de silicone são implantados dentro dos corpos cavernosos do pênis e preenchidos com líquido para produzir a ereção. Para inflar, bastam alguns apertos na bomba para que o fluido seja transferido do reservatório aos cilindros.. As próteses infláveis ficam com aspecto totalmente natural e inclusive dificilmente podem ser percebidas além de oferecerem uma ereção bastante rígida. Após o ato sexual pressiona-se o pênis para baixo por alguns segundo e com isso o líquido retorna à bomba e permite que o pênis volte ao estado flácido. É um tipo de implante bem fácil de ser inflado.
Prótese peniana inflável de 3 volumes
A prótese inflável de 3 volumes tem além dos elementos da prótese de 2 volumes, um pequeno reservatório que é implantado dentro do abdômen. Apresentam índices de satisfação comprovados por estudos, acima de 90% tanto para o paciente como para a parceira. Hoje em dia temos modelos infláveis que já vêm inclusive com uma cobertura de antibiótico (InhibiZone) ou com superfície de Bioflex,que absorve o antibiótico que o cirurgião optar.
As próteses penianas infláveis são também muito indicadas para casos de Peyronie (tortuosidade no pênis) quando associado a disfunção erétil pois com sua implantação consegue-se além de resolver o problema da disfunção erétil uma boa correção na tortuosidade.
Estudos comparativos mostram que os implantes tem índices de satisfação acima dos outros tratamentos
• 93 % dos pacientes com implantes estão moderada ou totalmente satisfeitos
• 51 % dos pacientes que utilizam tratamentos via oral estão moderada ou totalmente satisfeitos
• 40 % dos pacientes com auto aplicações estão moderada ou totalmente satisfeitos.
 
(*) A Rajpurkar, C Dhabuwala, Comparison of Satisfaction Rates and Erectile Function J.Urol 2003 July 170: 159-163
Todos esses estudos e observações nos levam a ter realmente certeza de que os implantes da prótese peniana são uma excelente opção quando bem indicados e com certeza auxiliam muitos homens a voltar a ter uma qualidade de vida sexual.
COLOPLAST TITAN - Esse implante possui 3 volumes e a superfície é feita de um material poroso que permite absorver o antibiótico no qual for banhada. O revestimento dos cilindros com o “Bioflex” permite absorver o antibiótico e com isso diminuir os riscos de infecções. Esse modelo possui um tipo de válvula localizada junto ao reservatório chamada “Lockout” evitando auto-inflação dos cilindros. Esse tipo de implante oferece uma ereção bastante rígida e visualmente muito natural além de permitir um aumento controlado no diâmetro do pênis. A conexão entre o cilindro e o reservatório é feita de forma manual dispensando o uso de instrumentais cirúrgicos simplificando o ato cirúrgico.
TITAN OTR – Possui todas as características da Titan porém possui uma válvula chamada de OTR (One Touch Release) que permite apenas com um toque desinflar totalmente o implante. É um tipo de válvula que pode ser facilmente localizado além de ser operado apenas com uma das mãos.
TITAN Narrow Base – Apresenta mesmas características da Titan porém a base da mesma é mais estreita sendo perfeita para implante quando o paciente já apresenta cicatrizes ou fibroses. É um modelo também perfeito para pênis com diâmetros menores dos corpos cavernosos ou com estenoses.
 
 
 
AMS 700 CX – Esse tipo de implante de 3 volumes já vem com a bomba e os cilindros pré-conectados. É apresentada em dois diâmetros e diversos comprimentos dos cilindros permitindo um ajuste perfeito a cada paciente. A bomba desse implante possui um desenho que permite ser encontrada e acionada facilmente tanto para inflar como para desinflar.
AMS 700 CX com InhibiZone – É uma cobertura impregnada por uma combinação de antibióticos que cria uma zona de inibição que minimiza as chances de infecção por bactérias normalmente associadas a infecções após o implante peniano. Bastante adequada para pacientes diabéticos conforme comprovado através de estudos desenvolvidos.
AMS 700 CXR – Apresenta as mesmas características da AMS 700 CX porém com cilindros mais estreitos que são adequados para pacientes com cicatrizes, estenoses ou fibroses. Bastante conveniente para algumas revisões cirúrgicas.
AMS 700 LGX
Dentre as opções de implante também surgiu um implante da empresa AMS chamado LGX (Length and Girth Xpansion) que permite com uma expansão controlada atingir um aumento do diâmetro e do comprimento do pênis e procura oferecer uma ereção o mais próximo do fisiológico. É possível ver maiores detalhes da LGX no site www.amslgx.com/pt/index_data.htm
Esta prótese peniana possui um sistema de válvula chamado “Momentary Squeeze” que permite desinflar a prótese apenas com um único aperto no botão e tem tamanho bastante reduzido para ser bem discreto. Esse implante é disponibilizado com um revestimento de antibiótico ( InhibiZone ) que visa minimizar as infecções e é bastante adequada para uso em pacientes com diabetes ou que tenham baixa resistência no organismo.
As cirurgias de implante são muito seguras hoje em dia mas como todo procedimento cirúrgico não estão 100% livres de possíveis complicações. Algumas complicações que podem surgir são: sangramento após a cirurgia que exija uma reoperação, infecção, formação de cicatriz, erosão na glande ou problema mecânico do implante. Felizmente com as novas tecnologias esses problemas estão cada vez mais raros e os implantes mais confiáveis.
COMO ESCOLHER O MELHOR IMPLANTE?
A escolha do melhor tipo de implante tem que levar em consideração características do paciente que irá receber o implante. É necessário levar em consideração a preferência do paciente, as condições clínicas do mesmo, condições financeiras etc... Até mesmo o tipo de vida que o paciente leva pode interferir nessa escolha.
Os implantes maleáveis são mais fáceis de serem implantados, não exigem quase destreza do paciente para utilizar além de terem um custo mais baixo. A desvantagem desse tipo de implante é que não ficam tão discretos como os infláveis e não chegam a dar em alguns casos uma ereção tão rígida como as infláveis. As próteses maleáveis são uma ótima opção para pacientes com artrites severas ou outras limitações que poderiam atrapalhar no acionamento da bomba na bolsa escrotal caso fosse colocado um implante inflável.
O implante ideal busca um resultado aparente bastante natural seja com o pênis flácido como inflado. No caso de pacientes jovens, que tenham habilidade para manusear adequadamente a bomba ou que utilizem sungas, ou que frequentem academias e piscinas vale a pena se possível escolher a inflável de 3 volumes pela sua discrição.
Fatores que influenciam a escolha do implante
 
 
 
 
 
 
 
Para a escolha do implante vale a pena conversar detalhadamente com o médico sobre as características de cada implante e também se possível conversar com pacientes que já tenham feito a cirurgia anteriormente e que poderão passar uma opinião real sobre o resultado do implante.
Em alguns casos o convênio cobre o custo do implante porém em sua grande maioria apenas o maleável. Há entretanto alguns planos de seguradoras que chegam a cobrir o custo do inflável porém isso tem que ser visto de acordo com a seguradora e o plano contratado pelo paciente.
Substituição de implante maleável por inflável
A evolução dos implantes nos últimos anos foi evidente. Até alguns anos atrás os únicos implantes de que dispúnhamos eram os maleáveis. Muitos pacientes verificaram essa possibilidade de evolução e optaram pela substituição do implante maleável por inflável e com isso passaram a obter uma ereção ainda mais rígida.
Em alguns casos, na época em que o implante maleável foi colocado o homem ainda tinha uma pequena ereção por cima do implante o que permitia uma boa qualidade de ereção. Com o passar do tempo houve uma diminuição na ereção complementar e com isso a qualidade de vida sexual deixou a desejar. A substituição do implante maleável pelo inflável foi uma solução com altíssimo grau de satisfação para esses pacientes e é um procedimento a ser avaliado pelos pacientes que colocaram o implante maleável e que desejam aumentar a rigidez e o calibre do pênis, além de poder deixar o pênis flácido o que é mais natural e discreto.
A troca do implante também é muito indicada quando se observa que o paciente foi submetido a uma cirurgia de implante porém as hastes colocadas não estão com tamanhos corretos. Em casos de pacientes com Peyronie (tortuosidade peniana), a colocação de implante inflável oferece excelentes resultados na ereção e na correção da tortuosidade sendo uma opção extremamente valida..
Cuidados para o sucesso da cirurgia
• Controle adequado do diabetes;
• Higiene pessoal pós-cirúrgico;
• Cuidados nos curativos que devem ser feitos preferencialmente com a própria equipe médica;
• Repouso após o ato cirúrgico;
• Antibióticoterapia eficiente antes, durante e após a cirurgia.
 
O Instituto Paulista e a Prótese Peniana
O Instituto Paulista para Tratamento da Disfunção Erétil Masculina, foi criado pelo Dr. Carlos Augusto Cruz de Araujo Pinto, CRM 54779-SP, com a finalidade de tratar tanto as Disfunções Eréteis (DE) como os outros Distúrbios Ejaculatórios. Na área de Disfunção Erétil (impotência sexual), que é definida como a “incapacidade persistente para obter ou manter uma ereção peniana suficiente para uma atividade sexual”, serão tratados os problemas relacionados com o fenômeno erétil propriamente dito e na parte dos Distúrbios Ejaculatórios serão tratados problemas como ejaculação precoce, ejaculação retardada, ausência de orgasmo etc.
Ao longo desses mais de 20 anos de experiência, Dr. Araujo pode participar da grande evolução que felizmente houve nessa área.
Até a década de 80, a maioria das disfunções eréteis era tida como de origem psicogênica. Com o aparecimento de drogas intracavernosas vasoativas pode-se estudar melhor a fisiologia da ereção, bem como tratar muitos homens com elas. Hoje podemos falar que todo homem que falha tem um problema psicológico associado mas não podemos deixar de procurar um problema físico também .
O objetivo do Instituto Paulista é tratar o paciente da forma mais completa possível, levando em consideração tanto o problema físico como o lado psicológico, e para isso tem uma equipe multidisciplinar, composta inclusive de Terapeutas Sexuais.
 
{{esboço-medicina}}