Diferenças entre edições de "Grémio Literário de Lisboa"

23 bytes removidos ,  00h19min de 23 de janeiro de 2012
m
Checkwiki + ajustes
m (Checkwiki + ajustes)
O '''Grémio Literário de Lisboa''' <small>[[Ordem de Sant'Iago da Espada|MH SE]]</small> é uma instituição portuguesa de [[utilidade pública]], cujo objectivo é o de promover o convívio e a actividade intelectual através de cursos, conferências, reuniões, correspondência internacional, recitais, entre outras. Foi fundado por [[carta régia]] de [[Dona Maria II]], em [[18 de abril]] de [[1846]] - ''...Considerando…Considerando eu, que o fim d’esta associação é a cultura das lettras, e que pela ilustração intellectual póde ella concorrer para o aperfeiçoamento moral''.<ref>[http://www.gremioliterario.pt/carta_regia.php sítio oficial do Grémio Literário - Carta Régia], <small>página visitada em 17-10-2010</small></ref>.
 
== Fundação ==
Na fundação do Grémio Literário estiveram as duas principais figuras do [[Romantismo]] nacional, o historiador [[Alexandre Herculano]] (sócio nº 1) e o poeta e dramaturgo [[Almeida Garrett]], juntamente com o romancista [[Rebelo da Silva]], o dramaturgo [[Mendes Leal]], e grandes personalidades da vida politica do [[liberalismo]], como [[Rodrigo da Fonseca]] (redactor dos [[estatuto]]s), [[Fontes Pereira de Melo]], [[Rodrigues Sampaio]], [[Bernardo de Sá Nogueira de Figueiredo|Sá da Bandeira]], [[Anselmo José Braamcamp|Anselmo Braancamp]], o futuro [[Duque de Loulé]],<ref name="história">[http://www.gremioliterario.pt/historia.php sítio oficial do Grémio Literário - História], <small>página visitada em 17-10-2010</small></ref>, entre outras personalidades da vida política, académica e social do Portugal de meados do século XIX.
 
== Sede ==
Nos primeiros anos da sua existência o Grémio passou por várias sedes, sempre na zona do [[Chiado]], entre as quais o [[Palácio Farrobo]]. Finalmente, em [[1875]], onstalou-se no palacete do visconde de Loures, na rua então de S. Francisco (hoje rua Ivens). É um edifício exemplar da arquitectura romântica de Lisboa, preservado ao longo dos tempos, com varanda aberta sobre o [[Tejo]] e o [[Castelo de S. Jorge]] e o seu jardim de 1844, único nesta área histórica da cidade.<ref name="história" />.
 
== Actividade ==
Nas primeiras décadas da suaexistência,o Grémio manteve uma intensa actividade intelectual e mundana, marcada por conferências e cursos abrangendo diferentes áreas do conhecimento, ministradas por especialistas de renome na época. Sucessivas gerações de sócios passaram pelas suas salas, biblioteca e pela famosa sala de leitura de jornais.
 
São frequentes, na literatura oitocentista portuguesa, menções ao Grémio Literário, nomeadamente em obras de autores como [[Teixeira de Queiroz]], [[Abel Botelho]], [[Ramalho Ortigão]], [[Júlio de Castilho]] e [[Gustavo de Matos Sequeira]].<ref name="história" />. Mas é sobretudo [[Eça de Queiroz]] que, no seu romance ''[[Os Maias]]'', localiza várias cenas no palacete do Grémio, o qual, nessa obra-prima da literatura portuguesa, é vizinho do prédio onde habita a personagem ''Maria Eduarda''.
 
=== Actividade no século XX ===
Foi nas salas do Grémio que se realizou, em [[1912 na arte|1912]] a primeira exposição [[Modernismo|modernista]] em Portugal. Esse certame permitiu que, pela primeira vez, se pudesse apreciar obras de [[Almada Negreiros]].
 
A [[I República]] conduziu a uma evolução social que fez abrandar a actividade do Grémio Literário até à década de cinquenta. Nos anos 60 o seu papel cultural e social foi recuperado, graças a uma série de iniciativas levadas a cabo pela direcção de Salles Lane. Em [[1962]] iniciou um período de ressurgimento cultural, promovendo a criação de um prémio literário, que foi atribuído pela primeira vez em [[1969]].<ref>[http://www.infopedia.pt/$gremio-literario Infopedia - Grémio Literário], <small>página visitada em 17-10-2010</small></ref>. O [[Prémio Grémio Literário]] destina-se a "distinguir anualmente obras culturais originais, de autores portugueses realizadas, publicadas em 1ª edição ou produzidas no decurso do ano civil anterior, nos domínios das letras, das artes e das ciências".<ref>[http://www.gremioliterario.pt/historia.php sítio oficial do Grémio Literário - Prémio Grémio Literário], <small>página visitada em 17-10-2010</small></ref>.
 
No âmbito social, o Grémio criou algumas secções desportivas, nomeadamente nas modalidades de [[esgrima]] e [[xadrez]].
 
{{Referências}}
 
{{DEFAULTSORT:Gremio Literario Lisboa}}
 
{{referências}}
 
[[Categoria:Instituições de Portugal]]
718 366

edições