Diferenças entre edições de "Título público"

30 bytes adicionados ,  08h29min de 27 de janeiro de 2012
m
Checkwiki + ajustes
m (Revertidas edições por 201.27.103.201 para a última versão por Salebot (usando Huggle))
m (Checkwiki + ajustes)
Anteriormente, as [[pessoa física|pessoas físicas]] compravam títulos públicos apenas indiretamente, através da aquisição de cotas de fundos de investimento. Os recursos provenientes das aplicações em fundos de investimento são utilizados pelas Instituições Financeiras para adquirir títulos públicos no mercado primário (leilões tradicionais do Tesouro Nacional) ou no mercado secundário (negociações com outros agentes). A partir da implantação do Tesouro Direto, os poupadores ganham uma forma alternativa de aplicação dos seus recursos com rentabilidade e segurança, sem a necessidade de intermediação financeira nas negociações. Além disso, os investidores se beneficiam de poder administrar diretamente seus próprios recursos adequando os prazos e indexadores dos títulos aos seus interesses.
 
Os títulos públicos são resgatados em data predeterminada por um valor específico, atualizado ou não por indicadores de mercado, como, por exemplo, índices de preços. Outra opção é a venda antecipada ao Tesouro Direto nas recompras semanais, pelo preço de mercado vigente.A venda de títulos públicos no Brasil pode ser realizada por meio de três modalidades:
 
* Oferta pública com a realização de leilão;
* Oferta pública sem a realização de leilão ([[Tesouro Direto]]);
* Emissões diretas para atender a necessidades específicas determinadas em lei.
{{esboço-economia}}
 
{{DEFAULTSORT:Titulo Publico}}
[[Categoria:Títulos financeiros]]
[[Categoria:Mercado de capitais]]
 
[[de:Staatsanleihe]]
[[el:Κυβερνητικό ομόλογο]]
[[id:Obligasi pemerintah]]
[[it:Titolo di stato]]
[[nl:Staatsobligatie]]
[[ja:国債]]
[[nl:Staatsobligatie]]
[[pl:Obligacje skarbowe]]
[[ru:Государственные облигации]]
718 366

edições