Diferenças entre edições de "Eu e a Moto"

139 bytes adicionados ,  06h12min de 9 de fevereiro de 2012
m
Checkwiki + ajustes
m (Checkwiki + ajustes)
'''Eu e a moto''' foi uma [[telenovela]] [[brasil]]eira exibida pela [[Rede Record]] entre [[30 de setembro]] de [[1972]] e [[10 de março]] de [[1973]], às 18h30. Escrita por [[Amaral Gurgel]], com argumento de [[Roberto Freire (psiquiatra)|Roberto Freire]], foi dirigida por [[Myrian Muniz]] e [[Sílvio Zilber]], com supervisão de [[Randal Juliano]].
 
== Enredo ==
[[Jovem|Jovens]] apaixonados por suas [[Motocicleta|moto]]s se encontram para curtir a noite.
 
== Elenco ==
* [[Zéluiz Pinho]] .... ''Velho''
* [[Selma Egrei]] .... ''Flor''
* [[Carlos Lyra]] .... ''Guilherme''
* Cacá Ferreira
* Isadora de Faria
* José Pagliano
* [[Karin Rodrigues]]
* [[Lourival Pariz]]
* Luiz Cláudio
* Maristela Andrade
* [[Ney Latorraca]]
* Pedro Paulo Garcia
* Ricci Martinelli
* Roberto Azevedo
* Sérgio Melo
* Tácito Rocha
* Themilton Tavares
* Yuki Yoshi
 
== Curiosidades ==
{{Curiosidades|data=fevereiro de 2012}}
* Após alguns meses parada, a Record inaugurou o horário das 18h30 com essa telenovela.
* ''Eu e a moto'' tinha o argumento de Roberto Freire a partir de relatos de [[psicotransterapia]] em seu consultório. Prestes a estrear, a emissora decidiu não apresentar a telenovela e o Sindicato Paulista dos Artistas interveio. A telenovela foi apresentada, mas saiu do ar antes do previsto.
* Roberto Freire explicou esse fato em entrevista que deu à [[revista Amiga]] de [[10 de outubro]] de 1972. Amaral Gurgel acabou processando a emissora dos Machado de Carvalho, que eram os donos naquela época.
 
==Curiosidades==
*Após alguns meses parada, a Record inaugurou o horário das 18h30 com essa telenovela.
*''Eu e a moto'' tinha o argumento de Roberto Freire a partir de relatos de [[psicotransterapia]] em seu consultório. Prestes a estrear, a emissora decidiu não apresentar a telenovela e o Sindicato Paulista dos Artistas interveio. A telenovela foi apresentada, mas saiu do ar antes do previsto.
*Roberto Freire explicou esse fato em entrevista que deu à [[revista Amiga]] de [[10 de outubro]] de 1972. Amaral Gurgel acabou processando a emissora dos Machado de Carvalho, que eram os donos naquela época.
As locações externas eram feitas aos redores da TV Record na Av. Miruna, em Moema, São Paulo, fazendo uso de figurantes que eram moradores locais, como Armando Pereira e Rogerio Pischini, crianças constantes em episódios da novela. Várias cenas também foram rodadas na Chácara Paulo de Carvalho, existente na época na Av. Imarés.
 
== {{Ligações externas}} ==
*[ {{Link||2=http://www.teledramaturgia.com.br/eumoto.htm |3=Informações sobre ''Eu e a moto'']}}
 
{{Portal3|Televisão}}
 
{{Sem interwiki}}
 
{{DEFAULTSORT:Eu A Moto}}
[[Categoria:Telenovelas da Rede Record]]
[[Categoria:1972 na televisão]]
{{semiw}}
718 366

edições