Diferenças entre edições de "Xalimego"

110 bytes adicionados ,  07h31min de 9 de fevereiro de 2012
m
Checkwiki + ajustes
m (r2.7.1) (Robô: A adicionar: ru:Фала де Шалима)
m (Checkwiki + ajustes)
| nome = Fala da Estremadura
| nomenativo = Fala de Xálima
| pronúncia =
| outrosnomes =
| corfamília = Indo-europeia
| estados = [[Espanha]]
[[Valverde del Fresno|Valverdi du Fresnu]], [[Eljas|Ellas]] e [[San Martín de Trevejo|Sa Martín de Trebellu]]
| falantes = 10 500
| posição =
| fam2 = Itálica
| fam3 = [[Línguas românicas|Românica]]
| fam8 = [[Línguas ibero-ocidentais|Ibero-ocidental]]
| fam9 = [[Galaico-português|Galaico-Português]]
| escrita =
| oficial =
| regulador =
| iso1 = fax
| iso2 =
| iso3 =
| sil = FAX
| mapa =
}}
[[Ficheiro:Nome Lagarteiro.JPG|thumb|rightdireita|250px|Placa toponímica em [[Eljas]]]]
[[Ficheiro:Cartel San Martin.jpg|thumb|rightdireita|250px|Placa escrita em castelhano e na fala, em baixo, em [[San Martín de Trevejo|São Martinho de Trebelho]]]]
A '''fala da Estremadura''' ou '''fala de Xálima''' {{Langx|tit=s|ext|A Fala}} é uma variedade linguística do [[galaico-português]] usada por cerca de {{fmtn|10500}} pessoas na parte mais ocidental da {{il-suf|província|de|Cáceres}}, na [[Espanha]], junto à [[A Raia|fronteira]] [[Portugal|portuguesa]].
 
== Sondagens sociolinguísticas ==
Em [[1992]], uma sondagem realizada por José Enrique Gargallo Gil (professor da Universidade de Barcelona) a alunos falantes da fala revelou os seguintes dados, relativamente ao uso do Castelhano no seio familiar:
* 4 dos 29 entrevistados de [[San Martín de Trevejo|São Martinho de Trebelho]] usam o Castelhano quando falam com a família
* em [[Eljas|Elas]], o número desce para apenas 3, em 54 entrevistados
* em [[Valverde del Fresno|Valverde]], 25 de 125 entrevistados usa o Castelhano neste contexto
 
Em 1993, foi publicada uma sondagem no número 30 da ''Revista Alcántara'', realizada por José Luis Martín Galindo, que mostrava as seguintes percentegens de auto-identificação, em [[San Martín de Trevejo|São Martinho de Trebelho]]:
* '''Dialecto do Castelhano''': 13%
* '''Dialecto do Português''': 20%
* '''Língua autónoma''': 67%
Deve salientar-se que na referida sondagem participaram apenas 20 pessoas, num total de 960 habitantes, não existindo a hipótese de responder "Galego" ou "variante do Galego". A ausência destas opções era lógica na altura, dado que as teorias da possível relação com o Galego eram recentes.
 
Em 1994, um novo estudo indica que 80% dos entrevistados aprendeu a falar Castelhano na escola, sendo a percentagem do uso da fala na família como se segue:
* 100% dos pais de [[Eljas|Elas]] afirmam falar a língua autóctone ao conversarem com seus filhos
* 85% em [[San Martín de Trevejo|São Martinho]]
* 73% em [[Valverde del Fresno|Valverde]]
 
== {{Bibliografia}} ==
* {{Ref-livro
| sobrenome = Francisco FERNÁNDEZ REI, Antón SANTAMARINA
| nome =
| acessodata = 17 de julho de 2010
}}
 
{{Referências}}
 
== {{Ligações externas}} ==
{{Portal-linguística}}
*[ {{Link||2=http://www.ethnologue.com/show_language.asp?code=fax |3=Ficha do Ethnologue para a Fala]}}
*[ {{Link||2=http://www.sanmartindetrevejo.com/publicaciones/Vamus%20a%20Falal1.doc |3=Domingo Frades Gaspar. Vamus a Falal - Notas pâ coñocel y platical en nosa fala]}}
{{Língua portuguesa}}
 
{{Portal3|Linguística}}
 
{{DEFAULTSORT:Fala Estremadura}}
[[Categoria:Línguas galaico-portuguesas]]
[[Categoria:Línguas da Espanha]]
718 366

edições