Diferenças entre edições de "Quatro marcas da Igreja"

336 bytes adicionados ,  20h41min de 20 de fevereiro de 2012
sem resumo de edição
m (Checkwiki + ajustes)
{{História da teologia}}
As '''Quatro marcas da Igreja''' ou '''Quatro Características da Igreja''' são um grupo de quatro [[adjetivos]] considerados como características que descrevem as marcas distintivas da verdadeira
[[Igreja]] de [[Jesus|Jesus Cristo]], sendo elas – ''una, santa, católica e apostólica''. Essa crença é partilhada pela [[Igreja Católica Romana]], [[Igreja Ortodoxa|Igreja Ortodoxa]], [[Igreja Assíria do Oriente|Nestoriana]], [[Igrejas não-calcedonianas|Não-Calcedoniana]], e pelo [[protestantismo|protestantismo histórico]], que por vezes é chamado de ''Atributos da Igreja''.<ref>[[Louis Berkhof]], ''Systematic Theology'' (London: Banner of Truth, 1949), 572.</ref>
 
Estas características foram [[dogma]]tizadas pelo [[Credo Niceno-Constantinopolitano]], em [[381]], que professa: "''Creio na Igreja Una, Santa, Católica e Apostólica''". Embora nenhuma afirmação de fé pode expressar a totalidade da [[teologia]] e crença cristã, as quatro marcas representam um resumo de algumas das afirmações mais importantes dela. Estas palavras foram usadas durante a [[Reforma Católica]] para distinguir a [[Igreja Católica]] das demais denominações surgidas da [[Reforma Protestante]], consideradas como "''falsas igrejas''".<ref>Brien, Richard P. "The marks of the church (Nicene Creed)." ''National Catholic Reporter,'' August 8, 2008</ref>
 
A palavra para "Pedro" e para "pedra" em [[aramaico]] são a mesma (''Cepha'', também [[Transliteração|transliterado]] ''Kipha''), assim Pedro é a rocha da Igreja, o princípio da unidade e de estabilidade.<ref name= "New Advent">{{Citar web| url= http://www.newadvent.org/cathen/12260a.htm#I| ultimo = | primeiro = | título = Pope| acessodata=2010-02-09 | obra = Catholic Encyclopedia; New Advent}}</ref> Nos países da [[Antiguidade]], a chave é um símbolo de autoridade, deste modo, dando a Pedro as "chaves do reino dos céus" Cristo promete que Ele vai conferir ao apóstolo o poder de governar o Igreja, no seu lugar como seu [[Vigário de Cristo|Vigário]].<ref name= "New Advent"/> Em todos os [[evangelhos]] do Novo Testamento, Pedro encabeça os apóstolos (''[[Evangelho de Mateus|Mt]] 10,1-4; [[Evangelho de Marcos|Mc]] 3,16-19; [[Evangelho de Lucas|Lc]] 6,14-16; [[Atos dos Apóstolos|At]] 1,13''). Pedro era o primeiro que falava em nome dos apóstolos (''[[Evangelho de Mateus|Mt]] 18,21; [[Evangelho de Marcos|Mc]] 8,29; [[Evangelho de Lucas|Lc]] 12,41; [[Evangelho de João|Jo]] 6,69''), e preside muitas cenas notáveis (''[[Evangelho de Mateus|Mt]] 14,28-32; [[Evangelho de Mateus|Mt]] 17,24, [[Evangelho de Marcos|Mc]] 10,28''). "''Em cada Evangelho, ele é o primeiro discípulo, à ser chamado por Jesus.''"<ref name="Duffy">Duffy, Eamon (2006). Saints & Sinners (3 ed.). New Haven Ct: Yale Nota Bene/Yale University Press. ISBN 0300115970.</ref>
 
==== Ortodoxa ====
O termo “Ortodoxa” foi adotado pelas Igreja Cristãs do Oriente diferenciado-se da Igreja de Roma que também usa o título Católica Apostólica.
A Igreja Católica Apostólica Ortodoxa é mundialmente mais conhecida pelo título de Igreja Ortodoxa ou Cristãos Ortodoxos.
 
 
{{Referências}}
* [[Sucessão apostólica]]
* [[Eclesiologia]]
* [[Igreja Ortodoxa]]
 
{{Igreja Católica2}}
Utilizador anónimo