Diferenças entre edições de "1641"

413 bytes adicionados ,  17h06min de 25 de fevereiro de 2012
Adição de dados
m (r2.7.1) (Robô: A adicionar: zh-min-nan:1641 nî)
(Adição de dados)
* [[Aclamação de Amador Bueno]], [[Movimento Nativista]] [[Brasil]]eiro;
* Construção de um forte na [[Velas|vila das Velas]] que em [[1644]] foi substituído por outro de mais dimensão.
* No contexto da [[Restauração da Independência]], às vésperas do movimento que conduziria à expulsão dos [[espanhóis]] da [[Terceira]], o Mestre de Campo [[Álvaro de Viveiros]] formulou e propôs um plano de destruição do [[Forte de São Sebastião (Angra do Heroísmo)|Forte de São Sebastião]], rejeitado pelo [[Câmara Municipal de Angra do Heroísmo|Senado de Angra]].
 
=== Em andamento ===
== Março ==
* [[24 de Março]] - Em cumprimento às instruções recebidas, [[Francisco Ornelas da Câmara]], Capitão-mor da [[Praia da Vitória|Vila da Praia]], é encarregado por D. [[João IV de Portugal]] de aclamá-lo na [[Terceira]], reduzindo à obediência o [[Fortaleza de São João Baptista da Ilha Terceira|Castelo de São Filipe]] no [[Monte Brasil]]. Ornelas promove a aclamação na Praia e logo após, em Angra.
* [[26 de Março]] - Eclode, em [[Angra do Heroísmo]] a rebelião popular dos [[Minhas Terras]].
* [[27 de Março]] - Início do cerco ao Castelo de São João Baptista da Ilha Terceira; Angra é ocupada militarmente pelo seu Capitão-mor, [[João Bettencourt de Vasconcelos]], que pede auxílio militar ao Capitão-mor da Praia, Francisco Ornelas da Câmara.
* [[28 de Março]] - [[Manuel Jaques]], com uma companhia da freguesia da [[Ribeirinha (Angra do Heroísmo)|Ribeirinha]] que incluía mulheres, conquista o [[Forte de São Sebastião (Angra do Heroísmo)|Forte de São Sebastião]], de onde os espanhóis fogem por mar para a [[Fortaleza de São João Baptista da Ilha Terceira|Fortaleza de São João Baptista]].