Abrir menu principal

Alterações

Sem alteração do tamanho, 06h20min de 6 de março de 2012
m
Coloc. de referencias.
{{sem-fontes|ciência=sim|data=junho de 2009}}
[[Ficheiro:Plinyelder.jpg|thumb|250px|right|Plínio, o Velho.]]
 
'''Caio Plínio Segundo''', em [[latim]] ''Gaius Plinius Secundus'' ([[Como]], [[23]] — [[Stabia]], [[79]]), conhecido também como '''Plínio, o Velho''', foi um [[naturalista]] [[Império Romano|romano]].<ref name=pomp>Harris Robert; “Pompei”; pp. 53-80-273 a 275 -293; Arnoldo Mondatori Edit.; Milano; (2003); ISBN:88-04-53362-5.</ref>
 
== Biografia ==
Era filho de um ''[[equites]]'', cavaleiro [[Roma antiga|romano]], e da filha do [[senado romano|senador]] [[Gaius Caecilius]] de ''Novum Comum''. Por vezes se confunde o local de seu nascimento com [[Verona]].
 
Autor clássico, no ano de [[77]] escreveu "''[[Naturalis Historia]]''", um vasto compêndio das ciências antigas distribuído em trinta e sete volumes,<ref name=pomp/> dedicado a [[Tito Flávio]], futuro imperador de [[Roma]].
 
Talvez o naturalista mais importante da Antigüidade,<ref name=pomp/> afirmava que "''a diversidade de copistas, e os seus comparativos graus de habilidade, aumentam consideravelmente os riscos de se perder a semelhança com os originais''". E explicava que "''as ilustrações são propensas ao engano, especialmente quando é necessário um grande número de tintas para imitar a natureza''". Por essas razões, recomendava, os autores devem se "''limitar a uma descrição verbal''" da natureza.
 
[[Almirante]] da [[frota]] de [[Miseno]], faleceu nesse cargo enquanto, ao tentar observar, como naturalista, a erupção do [[vulcão]] [[Vesúvio]] em [[79]],<ref name=pomp/> também tentava salvar os habitantes da costa que fugiam.
 
Residindo a trinta [[quilômetro]]s de [[Pompeia]], foi surpreendido pela explosão do vulcão,<ref name=pomp/> uma vez que, até aquela data, a única coisa que havia registrado sobre o assunto foram as marcas de queimado no topo do Vesúvio. Para saciar a sua curiosidade, mandou preparar um pequeno [[barco]], convocou uma tripulação de nove homens e pouco antes das 5 horas da tarde pôs-se a caminho de Pompeia. Ao se aproximarem da cidade, as altas temperaturas e uma densa nuvem de [[fumaça]] fizeram com que o barco se desviasse de seu destino, vindo a aportar na vizinha [[Stabia]].<ref name=pomp/> Na manhã do dia 25, antes das 7 horas da manhã, uma nova nuvem atingiu Pompeia. Quem ainda tinha sobrevivido e permanecido no local, acabou sufocado pelos gases.<ref name=pomp/> A nuvem prosseguiu em direção a Stabia. Os moradores perceberam-na atravessando a baía e tentaram fugir, sem sucesso: os gases vulcânicos fizeram centenas de vítimas, entre elas Plínio, o Velho.<ref name=pomp/>
 
{{Referências}}
 
== {{Ver também}} ==