Guilhermina Suggia: diferenças entre revisões

525 bytes adicionados ,  17h49min de 12 de março de 2012
sem resumo de edição
m
|cônjuge = José Casimiro Carteado Mena
}}
'''Guilhermina Augusta Xavier de Medim Suggia''' <small>[[Ordem Militar de Sant’Iago da Espada|GColSE]]</small><ref>http://suggia.weblog.com.pt/arquivo/248309.html</ref> ([[Porto]], [[São Nicolau (Porto)|São Nicolau]], [[27 de Junho]] de [[1885]] — Porto, [[30 de Julho]] de [[1950]]) foi uma [[Violoncelo|violoncelista]] [[Portugal|portuguesa]].
{{TOC-esquerda}}
 
== Vida ==
=== A infância ===
GuilherminaFilha Augustade XavierAugusto Jorge de Medin Suggia nasceu a ([[27Lisboa]], 11 de junho]]Março de 1851 - 29 de Março de 1932), de ascendência [[1885italiana]] noe [[Portoespanhola]], filhae de sua mulher Elisa Augusta Xavier e(Lisboa, Augusto26 Jorgede Novembro de Medin1850 Suggia- 29 (de ascendênciaOutubro [[italiana]]de e [[espanhola]]1932).
 
O pai foi violoncelista no [[Real Teatro de São Carlos]] e professor no [[Conservatório de Música de Lisboa]]. No seio deste ambiente familiar Guilhermina terá começado a estudar música aos 5 anos, tendo seu pai como primeiro professor. A sua primeira aparição pública verificou-se quando tinha sete anos de idade, em [[Matosinhos]].
Guilhermina ao violoncelo e a sua irmã Virgínia (3 anos mais velha) ao piano, eram convidadas para actuar no seio cultural portuense. Com apenas 13 anos, Guilhermina era violoncelista principal da Orquestra da Cidade do Porto, tocando também com o quarteto de cordas Bernardo Moreira de Sá. Em 1898, o pai consegue que ela tenha umas aulas com o famoso violoncelista [[Catalão]] [[Pablo Casals]], que nesse [[Verão]] actuava no casino de [[Espinho (Portugal)|Espinho]]. Durante várias semanas Guilhermina e seu pai fazem os 16 quilómetros de comboio que separam a cidade do Porto da de Espinho, transportando o violoncelo e as [[partituras]].
 
Em Março de [[1901]] as duas irmãs actuaramatuaram no ''Palácio Real de Lisboa''. Com 15 anos apenas, Guilhermina respondeu a uma interpelação da [[Amélia de Orleães|rainha Dona Amélia]] sobre qual seria o sonho da sua vida, dizendo que gostaria de aperfeiçoar os seus conhecimentos musicais no estrangeiro.
 
=== A ida para o estrangeiro ===
 
=== O regresso às origens ===
Apesar de se manter ligada à capital inglesa, adquire em [[1924]] casa no Porto [http://terapiasnaterra.blogspot.com/2010/10/mudanca-de-instalacoes.html ver casa], cidade onde se vem a casar ema 27 de Agosto de [[1927]] com o [[médico]] José Casimiro Carteado Mena (10 de Fevereiro de 1876 - 20 de Março de 1949), de quem não teve descendência. Nos [[Década de 1930|anos 30]] regressa de vez à sua terra natal reforçando os laços musicais com compositores e [[intérprete]]s portugueses, tocando no Porto, em [[Lisboa]], [[Aveiro]], [[Viana do Castelo]], [[Braga]] e pela mão de [[António Madeira]] em [[Viseu]].
{| class="toccolours" width=300 style="float:right; margin-left: 1em; background:#F4F4F4" border=0
|'''''Citação'''''</font><br /><small>«(…)a colossal artista emocionou e encantou a assistência, que lhe fez justamente uma verdadeira apoteose. Tocou o Concerto em Mi menor de Elgar com a sua arcada que arrebata, com o brio e a expressão que só ela possui e ouvido em religioso silêncio, teve aplausos intermináveis, tendo de repetir o último andamento.»<br /> '''República, 16 de Fevereiro de 1946''' [http://www.instituto-camoes.pt/CVC/figuras/gsuggia.html]</small>
* {{Link||2=http://www.cello.org/Newsletter/Articles/suggia.htm |3=Guilhermina Suggia, artigo de Anita Mercier, Professora na Juilliard School}}
* {{Link||2=http://www.tate.org.uk/servlet/ViewWork?cgroupid=999999961&workid=7115&searchid=10217&tabview=image |3=Tate Gallery - Estudo de Guilhermina, por Augustus John}}
* [http://www.geneall.net/P/per_page.php?id=285050 Perfil em Geneall.net]
 
{{biografias}}
 
{{DEFAULTSORT:Guilhermina Suggia}}
[[Categoria:Violoncelistas de Portugal]]
[[Categoria:Naturais do Porto]]
[[Categoria:Nascidos em 1885]]
[[Categoria:Violoncelistas de Portugal]]
[[Categoria:Grandes Colares da Ordem Militar de Sant’Iago da Espada]]
[[Categoria:Mortos em 1950]]
 
[[bg:Гилермина Суджа]]
Utilizador anónimo