Diferenças entre edições de "Era espacial"

255 bytes adicionados ,  14h38min de 14 de março de 2012
m
Robô: A adicionar: ar, ca, da, en, es, fa, fr, hu, it, ka, sv
Etiqueta: Remoção de interwikis
m (Robô: A adicionar: ar, ca, da, en, es, fa, fr, hu, it, ka, sv)
Os anos 80 marcariam uma nova etapa na exploração do espaço, com as estações orbitais tripuladas (permanentemente) dos soviéticos e os vaivéns norte-americanos, que deram grande protagonismo aos EUA na corrida ao espaço, numa época em que a Lua já não era prioridade, mas antes a exploração de outros planetas e galáxias. Assim, em 1983, por exemplo, era identificado o primeiro Buraco Negro no espaço intersideral, por astrofísicos americanos, que o situaram a 150 000 anos-luz da Terra. O ano de 1986 seria porém um ano de más recordações na era espacial, devido à explosão do vaivém americano Challenger, com sete tripulantes. Suspendeu-se então o programa espacial americano, depois da NASA ter cometido várias negligências comprovadas. Idêntico desastre decorreria em 2003. Fracassos americanos, êxitos soviéticos: 1986 foi também o ano em que a estação orbital permanentemente habitada Mir, da URSS, a primeira no mundo, foi colocada no espaço. As anteriores, a americana Slylab e a soviética Saliut não eram permanentemente habitadas.
Em 1990, era colocado em órbita o primeiro telescópio espacial, euro-americano, com 2,4 metros de diâmetro. Depois, além dos êxitos de europeus com o projeto Ariane, também a China e outros países entram na aventura espacial. Americanos e europeus, porém, investem desde então mais na investigação espacial através de sondas (Cassini, Huygens, etc) e satélites, ou mesmo na exploração de planetas como Marte e Saturno, além de se preparar a instalação de uma estação espacial internacional.
 
[[ar:عصر الفضاء]]
[[ca:Era espacial]]
[[da:Rumalderen]]
[[en:Space Age]]
[[es:Era espacial]]
[[fa:عصر فضا]]
[[fr:Ère spatiale]]
[[hu:Űrtörténelem]]
[[it:Era spaziale]]
[[ka:კოსმოსის ეპოქა]]
[[sv:Rymdåldern]]
54 542

edições