Abrir menu principal

Alterações

240 bytes adicionados ,  05h35min de 17 de março de 2012
A região que forma atualmente a Vila Buarque constituía a Chácara do Senador [[Antônio Pinto do Rego Freitas]]. Em 1894, os herdeiros do mesmo a venderam para a Empresa de Obras do Brasil, cujos proprietários eram o engenheiro de obras Manuel Buarque de Macedo e o Senador Rodolfo Miranda, que arruaram a chácara.
 
A Vila Buarque pode ser considerada como uma zona de transição entre o [[Zona Central de São Paulo|Centro]] e o [[Zona Oeste de São Paulo|Oeste]] da cidade. O desenvolvimento do bairro e de outros adjacentes, como [[Santa Cecília (bairro de São Paulo)|Santa Cecília]] e [[Higienópolis (bairro de São Paulo)|Higienópolis]], foi fruto do processo migratório das classes mais abastadas, que começavam a sair do centro da cidade ou até mesmo do isolamento das fazendas. Até a [[década de 1940]], a região possuía espaçosas casas, que depois deram lugar a edifícios de classe média. A partir de [[1960]] o bairro cresceu, ganhando também diversas boates.
 
Cortada pelo Minhocão, a Vila Buarque sofreu com a degradação do centro de São Paulo na [[década de 1970]]. Atualmente, porém, passa por processo de recuperação, ganhando ares culturais e boêmios.
 
 
{{Referências}}
Utilizador anónimo