Diferenças entre edições de "Arranjo (música)"

282 bytes adicionados ,  15h32min de 19 de março de 2012
sem resumo de edição
{{ver desambiguação|arranjo|Arranjo}}
'''Arranjo''', em [[música]], é a preparação de uma [[composição musical]] para a execução por um grupo específico de [[voz]]es ou [[instrumento musical|instrumentos musicais]]. Isso consiste basicamente em reescrever o material pré-existente para que fique em forma diferente das execuções anteriores ou para tornar a música mais atraente para o público e usar técnicas de [[ritmo|rítmica]], [[harmonia]] e [[contraponto]] para reorganizar a estrutura da peça de acordo com os recursos disponíveis, tais como a instrumentação e a habilidade dos [[músico]]s. O arranjo pode ser uma expansão, quando uma música para poucos instrumentos será executada por um grupo musical maior como uma [[orquestra]] ou [[grupo coral]]. Pode também ser uma [[Redução para piano|redução]], como quando uma música para orquestra é reduzida para ser tocada por um conjunto menor ou mesmo por um instrumento solista.
O músico responsável por esta atividade é chamado '''arranjador'''. Muitos [[compositor]]es fazem os arranjos de suas próprias canções, mas em muitos casos, o arranjador é um músico especializado e experiente. Atualmente as atividades do arranjador muitas vezes se confundem com as do [[produtor musical]].<ref>{{citar web|url=http://www.webartigos.com/artigos/os-principios-do-arranjo-musical-ferramenta-de-auxilio-na-performance/10966/|titulo=Os Princípios do Arranjo Musical: Ferramenta de Auxílio na Performance|obra=webartigos.com|acessodata=19/03/2012}}</ref>
 
Alguns acreditam que arranjo pode ser entendido como uma transformação feita em uma música de modo a torná-la mais agradável e bela. Esta opinião não é compartilhada por todos os músicos, uma vez que um arranjo pode ser feito com diversos objetivos estéticos e os conceitos de belo ou agradável não podem ser objetivamente definidos. Em alguns casos, o arranjo pode ser usado para deliberadamente criar um contraste, não necessariamente mais belo, com a versão original. Em outros casos, como nas [[banda sonora|trilhas sonoras]] de alguns filmes, é comum a utilização da música para criar desconforto na audiência, em cenas de suspense ou terror, entre outras.
* Garcia, Russ. ''The Professional Arranger Composer''
* Russo, Bill. ''Composing for the Jazz Orchestra''
 
{{Referências}}
{{ref-section|Notas e referências}}
 
[[Categoria:Teoria musical]]