Mapa topográfico: diferenças entre revisões

5 459 bytes adicionados ,  25 de março de 2012
sem resumo de edição
m (Checkwiki + ajustes)
* ''"Um mapa topográfico é uma representação gráfica detalhada e precisa dos relevos naturais e artificiais"''
 
Contudo, popularmente, tem-se denominado (de forma errada) de mapa topográfico uma série de mapas de pequena escala, que apresentam de maneira genérica o relevo de uma determinada região.tudo . Explicar o que é um mapa topográfico, o que se pode encontrar nele e três utilidades para o mesmo.
Um mapa é uma versão reduzida e simplificada da realidade. Um mapa topográfico inclui informações de relevo e hidrografia que são essenciais ao navegador; nem pense em navegar com um mapa político ou rodoviário, com esse mapa podemos identificar morros, vales, lugares altos ou baixos. O que caracteriza um mapa topográfico é a presença de curvas de nível e pontos cotados, conforme imagem acima.
As principais utilidades podem ser por exemplo saber qual o caminho menos cansativo (pois eu sei a altura dos montes), o mais curto (pois eu sei as distâncias) e o principal, qual rumo tomar, entre outros.
2. Identificar pelo menos 20 sinais e símbolos usados em mapas topográficos
CORES
Branco – representa a floresta com excelentes condições de corrida
Arvore especial / isolada
Elemento especial de vegetação
Área semi-aberta
Marrom – representa todos os elementos topográficos como curvas de nível, buracos, colinas, depressões
Curva de nível
Depressão
Pequena depressão
Preto – representa elementos construídos pelo homem (estradas, edificações, postes, torres, cercas, etc.) e, também, todos os elementos rochosos (pedras, solo rochoso, etc.)
Estrada de terra
Trilha
Linha de Alta Tensão
Linha Elétrica
Azul – representa todos os elementos de água, como rios, córregos, lagos, nascentes, poços, etc
Lago
Rio Intransponível
Ponte , Passagens
Amarelo – representa vegetação, campos abertos com vegetação rasteira com ou sem árvores esparsas. A intensidade da cor mostra quão limpo é o campo. Amarelo vivo para gramados amarelo claro para campos com vegetação mais alta
Área aberta (sem árvores)
Área aberta (com algumas árvores)
Área semi-aberta
Verde – representa vegetação. Quanto mais escuro o verde mais intransitável a vegetação. Verde bem escuro para mata intransitável, verde mais claro para mata onde a corrida é lenta. Listras verdes indicam trânsito em apenas uma direção.
Floresta/Corrida lenta
Floresta/Corrida difícil
Vegetação muito densa / Impenetrável
Púrpura ou Vermelho – usado para marcar o percurso de orientação no mapa. Usado, também, para designar condições especiais do terreno como zona proibida, passagem obrigatória
Posto primeiros socorros
Área Perigosa
Reabastecimento
3. Apresentar a nomenclatura de uma bússola.
A Bússola tem 3 partes: Límbo, Quício e Agulha.
Na figura ao lado podemos ver uma bússola de quício móvel.
Esta é uma bússola para carta topográfica.
4. Conhecer e explicar os termos a seguir:
a. Elevação - È a representação numérica referente a altitude do local
b. Azimute - Um azimute é uma direção definida em graus, variando de 0º a 360º. Existem outros sistemas de medida de azimutes, tais como o milésimo e o grado, mas o mais usado pelos Desbravadores é o Grau. A direção de 0º graus corresponde ao Norte, e aumenta no sentido direto dos ponteiros do relógio.
c. Curvas de Nível - Linha imaginária no solo a uma altitude constante. No mapa permite-nos calcular os desníveis.
d. Norte Magnético - O norte magnético é para onde a agulha aponta, não se situa exatamente no Pólo Norte definido pelos meridianos
e. Norte Verdadeiro - Um dos locais onde converge o eixo imaginário de rotação da terra, também chamado de Pólo Norte. (o outro local de convergência será no Sul Geográfico - Pólo Sul).
f. Declinação - Ângulo entre o Norte Magnético e o Norte Geográfico
g. Escala - Escala é a relação entre a distância no mapa e a correspondente distância no terreno. A escala indica o grau de detalhamento que será dado à representação
h. Medida - É o valor real a ser percorrido calculando-se pela a escalas
i. Distância - É usar a escala para buscar a correspondência com a distância no mundo real
j. Formato do terreno - E a representação geográfica do terreno onde é descrito por exemplo: sopé (é o ponto mais baixo de uma elevação), cume (é o ponto mais alto de uma elevação), colina (elevação isolada e alongada), entre outras formas.
k. Azimute dorsal - O Azimute Inverso é o azimute de direção oposta. Por exemplo, o Azimute Inverso de 90º (Este) é o de 270º (Oeste). Para o calcular basta somar ou subtrair 180º ao azimute em causa, consoante este é, respectivamente, menor ou maior do que 180º
5. Demonstrar como tirar um azimute magnético.
6. Demonstrar como seguir um azimute magnético.
7. Conhecer dois métodos de correção para a declinação e quando esta correção é necessária.
Colocando o mapa topográfico num local plano, colocamos a bússola específica para esse tipo de situação e encontramos o norte. Depois tiramos a declinação que, no caso, é de 18° e se acha a posição ideal para deixar o mapa e orientar-se com precisão no terreno específico.
Outra forma de se proceder, um pouco mais rústica, no entanto, é de se encontrar o norte verdadeiro pela bússola e tirar dela 18° de azimute, achando a declinação adequada para a especificidade do terreno em questão.
8. Ser capaz de orientar-se usando um mapa e uma bússola.
9. Provar sua habilidade de usar mapas e bússolas, realizando uma caminha de 3 quilômetros pelo campo, com pelo menos 5 leituras de bússola ou pontos de controle.
 
== {{Ligações externas}} ==
Utilizador anónimo