Diferenças entre edições de "Sexto Pompeu"

12 bytes adicionados ,  02h43min de 31 de março de 2012
sem resumo de edição
m (r2.7.1) (Robô: A adicionar: sr:Секст Помпеј)
{{sem-fontes|data=Maio de 2011}}
[[Ficheiro:RSC 0017.jpg|250px|thumb|direita|Denário de Sextus Pompeius Fonte:.[http://www.cngcoins.com/ cngcoins.com].]]
'''Sexto Pompeu Magno Pio''', em [[latim]] ''Sextus Pompeius Magnus Pius'' ou simplesmente '''Sexto Pompeu''' (morto em [[{{morte|lang=br|||-35 a.C.]]}}), foi um [[general]] [[roma antiga|romano]] do período final da [[República Romana]], que representou o último foco de oposição ao poder ascendente do [[segundo triunvirato]].
 
Sexto era o filho mais novo do general [[Pompeu]] e da sua terceira mulher, [[Múcia Terceira]]. Com o seu irmão mais velho, [[Gneu Pompeu|Pompeu, o Jovem]], cresceu na sombra dos feitos militares do pai, que acabou por se tornar no líder dos ''[[Optimates]]'', a facção conservadora do [[senado romano]]. Quando [[Júlio César]] atravessou o [[Rio Rubicão|Rubicão]] em [[49 a.C.]], dando início à guerra civil, Pompeu e os conservadores fugiram para o leste, mas Sexto ficou em Roma com a madrasta [[Cornelia Metella]]. Os ''Optimates'' foram derrotados na [[batalha de Farsália]] e os sobreviventes tiveram que fugir para evitar a captura. Sexto e Cornélia encontraram-se com Pompeu em [[Mitilene]] e a família fugiu para o [[Egipto]] onde procurou [[asilo político]]. À chegada, a [[29 de Setembro]] de [[48 a.C.]], Sextus viu o pai ser assassinado à traição por agentes do [[faraó]]. Cornelia regressou a Roma com as cinzas de Pompeio mas Sextus juntou-se à resistência, então concentrada no Norte de [[África]] sob o comando de [[Metelo Cipião]] e [[Catão de Útica]], onde reecontrou o irmão Gneu.