Abrir menu principal

Alterações

244 bytes adicionados ,  21h09min de 4 de abril de 2012
m
Adicionando referências
Uma '''supercélula''' é uma tempestade caracterizada pela presença de um [[mesociclone]] (uma corrente de ar ascendente girando no interior da nuvem).<ref>{{citar livro |autor = Glickman, Todd S. (ed.) |titulo = Glossary of Meteorology |obra = American Meteorological Society |edição = 2° |data = 2000 |url = http://amsglossary.allenpress.com/glossary/search?id=supercell1 |doi = |isbn = 978-1-878220-34-9|idioma=Inglês }}</ref> Por esta razão, essas tempestades às vezes são chamadas de '''tempestades girantes'''. Das quatro classificações de tempestade (Supercélula, multicélula, unicélula e linha de tempestades{{nota de rodapé|Traduzido do termo inglês ''squall line'', que também significa linha de instabilidade que geralmente está associada a uma frente fria.}}), supercélulas são geralmente as menos comuns, entretanto são também as mais severas. Esses sistemas estão frequentemente isolados de outras tempestades, e podem dominar o clima local por cerca de 32km de distância.
 
Essas tempestades são eventos bastante perigosos, pois causam muitas mortes e destruição por todo o mundo. Causam chuvas muito volumosas, produzem muitos raios e ventania. Mas o mais perigoso é quando ocorre a formação de [[tornado]]s, pois estes causam muitos danos por onde passam.<ref name="Illinois">{{citar web |url = http://ww2010.atmos.uiuc.edu/(Gh)/guides/mtr/svr/type/spr/home.rxml|titulo=Supercells Thunderstorms |obra=University of Illinois|acessodata=01 de abril de 2012}}</ref> Supercélulas tem geralmente três classificações: clássica, baixa precipitação e alta precipitação. Supercélulas de baixa precipitação são encontradas em climas mais secos e áridos, enquanto que as supercélulas de alta precipitação podem surgir em qualquer lugar do mundo sob as pré-condições necessárias a sua formação, mas são vistas principalmente nas [[Grandes Planícies]] dos [[Estados Unidos]]. No Brasil ocorrem nas regiões Sul e Sudeste do país, e eventualmente produzem tornados.<ref name="Tornados Brasil">{{citar web |url = http://vivoverde.com.br/historico-dos-tornados-no-brasil/|titulo=Histórico dos tornados no Brasil |obra=Vivoverde|data=07 de julho de 2009|acessodata=04 de abril de 2012}}</ref>
 
==Caracterísicas==
 
====África do Sul====
O país testemunha o surgimento de várias supercélulas todo ano com a ocorrência de tornados isolados. Na maioria das vezes esses tornados ocorrem nas áreas rurais e raramente causam danos às propriedades, sendo que grande parte dos tornados que ocorrem no país não são registrados. A maior parte das supercélulas se desenvolve nas partes central e nordeste do país. O Estado Livre, Gautening e Kwazulu Natal são tipicamente as províncias onde as tempestades mais acontecem, embora a atividade não esteja restrita somente a estas províncias. Apesar de raros, tempestades de granizo também ocorrem.<ref name="Durban">
 
Em 6 de maio de 2009, um "anzol" bem definido se formou nos radares sul-africanos, e as imagens de satélite mostraram uma forte tempestade de supercélula. Foram registrados chuvas muito fortes, ventos violentos e granizo.<ref name="Durban">{{citar web |url = http://www.stormchasing.co.za/articles-and-news/84-hook-echo-durban|titulo=Supercell near Durban |obra=Storm Chasing|data=07 de maio de 2009|acessodata=31 de março de 2012}}</ref>
4 042

edições