Diferenças entre edições de "Deprotonação"

3 bytes removidos ,  19h20min de 15 de abril de 2012
sem resumo de edição
Bases usadas para deprotonar dependem da pK<sub>a</sub> do composto. Onde o próton não é particularmente [[ácido]], e como tal, a molécula não cede este próton facilmente, uma base mais forte que os comumentos conhecidos [[hidróxido]]s são requeridos. [[Hidreto]]s são uns dos muitos tipos de poderosos agentes deprotonadores. Hidretos comuns usados são [[hidreto de sódio]] e [[hidreto de potássio]]. Estas bases são tão poderosas devido ao hidreto formar [[hidrogênio]] na forma de gás quando o próton de outras moléculas é removido. Entretanto, a produção de hidrogênio também significa que deprotonação usando reagentes que liberam hidrogênio é perigosa e tais reações devem ser realizadas sob [[atmosfera]] [[inerte]] (''e.g.'' [[nitrogênio]]) devido a água ser uma fonte de prótons que está presente no ar circundante da reação todo o tempo e pode reagir com o hidreto ao invés da molécula desejada e incendiar o aparato.
 
== Em solução aquosa: a toriateoria ácido-base de Brønsted-Lowry ==
 
A deprotonação ocorre quando existem ácidos mais fortes do que a água numa solução (logo, solução aquosa). O ácido atua como um doador de prótons e, em seguida, é deprotonado. A agua atua como um receptor de prótons: é protonada a um íon hidroxônio. Um exemplo é a deprotonação de [[ácido acético]] (pK<sub>a</sub> = 4,75) em água (pK<sub>a</sub> = 15):
:<math>\mathrm{NH_3\ +\ H_2O \rightleftharpoons\ NH_4^+\ +\ OH^-}</math>
 
{{referências}}
{{esboço-química}}
 
== Ver também ==