Teutões: diferenças entre revisões

1 518 bytes removidos ,  26 de abril de 2012
retirada parte que diz respeito à Ordem Teutônica (e está melhor explicada lá)
m (r2.7.1) (Robô: A adicionar: kk:Тевтондар)
(retirada parte que diz respeito à Ordem Teutônica (e está melhor explicada lá))
{{Ver desambig|prefixo=Se procura|a ordem militar|Ordem Teutônica}}
 
[[Ficheiro:Cimbrians and Teutons.png|thumb|250px|As migrações dos Teutõesteutões e Cimbroscimbros]]
Os '''Teutõesteutões''' eram os [[germanos|povos germânicos]] que viviam no centro e norte da [[Europa]]. Originalmente estavam estabelecidos na península da [[Jutlândia]] (atualmente extremo-norte da [[Alemanha]] e grande parte do terrítóriocontinental da [[Dinamarca]])., Porassim volta de [[120 a.C.]],como os teutões se uniram aos [[cimbrosjutos]] e migraram até aos [[Gáliaanglos]] e ali permaneceram até [[102 a.C.]] quando foram derrotados pelo general romano [[Caio Mário]] em ''Aquae Sextiae'' (hoje [[Aix-en-Provence]]). A partir do século II passaram a viver nas margens do rio [[Rio Meno|Meno]], na região central da [[Alemanha]].
Por volta de [[120 a.C.]], os teutões se uniram aos [[cimbros]] e migraram até a [[Gália]] e ali permaneceram até [[102 a.C.]] quando foram derrotados pelo general romano [[Caio Mário]] em ''Aquae Sextiae'' (hoje [[Aix-en-Provence]]). A partir do [[século II]], passaram a viver nas margens do rio [[Rio Meno|Meno]], na região central da Alemanha.
 
A palavra "teutônico" é, às vezes, utilizada como sinônimo de "germânico" ou "alemão".
Os Teutônicos são descendentes da metade leste do Império Romano que se dividiu após a morte de Carlos Magno. Historicamente, eles foram uma tribo germânica originários da península da [[Jutlândia]] (atualmente Dinamarca), assim como os [[jutos]] e [[anglos]].
 
Em 962, Otto, filho do rei alemão Henry, se tornou o imperador e deu início ao seu império. Seu alcance englobava partes da Alemanha atual, os Bálticos, lesta da Polônia, Suíça, Áustria e norte da Itália. Os Teutônicos se beneficiram muito com essa associação, ganhando a cultura italiana, ciências, artes e comércio. Em troca, a Itália se beneficiava da proteção dada pelos poderosos alemães.
 
Com um exército composto principalmente por bem treinados soldados controlados por ordens religiosas, os cavaleiros, a paz era mantida no império, sufocando rebeliões dos vários principados que formavam o império e mantendo afastado o assédio dos vikings pelo norte e dos Magyars pelo leste.
 
Muitos desses bem treinados cavaleiros eram contratados como mercenários, ajudando muito na causa da igreja durante as Cruzadas. A mais famosa dessas ordens foram os Cavaleiros Teutônicos, uma ordem religiosa que espalhava o cristianismo por meio do uso da força.
 
Por volta do século XIII, sem mais condições de manter sua força perante as partes do seu império, acabaram perdendo partes importantes como a Itália, desmantelando o poder de outrora importante.
 
{{esboço-história}}
43 045

edições