Diferenças entre edições de "Alta Renascença"

94 bytes removidos ,  22h00min de 15 de maio de 2012
m
Ajustes semi-automáticos (rjc.2.2.0); desambig Público utilizando AWB
m (r2.7.1) (Robô: A adicionar: lt:Brandusis Renesansas)
m (Ajustes semi-automáticos (rjc.2.2.0); desambig Público utilizando AWB)
{{História da arte}}
 
A '''Alta Renascença''', ou '''Alto Renascimento''' na [[história da arte]], representa o ponto culminante da arte da [[Renascença italiana]] entre [[1450]] e [[1527]]. Devido ao [[Papa Júlio II]] ter patrocinado muitos [[artista]]s durante este tempo, o [[movimento]] foi centrado em [[Roma]], que anteriormente tinha sido organizado em [[Florença]].<ref>[ http://www.elcorteingles.es/libros/secciones/biografia/2.biografia.asp?ncodiaut=12045 Fernando Checa] ''Poder y piedad: Patronos y mecenas en la introducción del Renacimiento en España'', en ''Reyes y Mecenas'' (catálogo de la exposición, Museo de Santa Cruz de Toledo, 1999) pg. 21 y ss.</ref>
 
== História ==
[[Ficheiro:Rafael afinskay shkola28-02-2010.jpg|300px|esquerda|thumb|''[[Escola de Atenas]]'', afresco de [[Rafael]] ([[1509]]-[[1511]]).]]
 
[[Ficheiro:Rafael afinskay shkola28-02-2010.jpg|300px|esquerda|thumb|''[[Escola de Atenas]]'', afresco de [[Rafael]] ([[1509]]-[[1511]]).]]
 
A Alta Renascença é geralmente apontada em ter surgido no final da década de 1490, quando [[Leonardo da Vinci]] terminou o quadro ''[[A Última Ceia]]'', em [[Milão]]. As pinturas no [[Vaticano]], por [[Michelangelo]] e [[Rafael Sanzio]], representam o ponto culminante do estilo na [[pintura]].<ref>O expresiones similares: ''artistas florentino-romanos'', ''escuela florentino-romana'', ''estilo florentino-romano'', ''gusto florentino-romano'', ''canon florentino-romano'', ''paradigma florentino-romano'', etc. Fernando Checa habla de ''los paradigmas vasarianos de Florencia y Roma'' (''op. cit.'', pg. 21-22).</ref> O estilo foi introduzido na arquitetura por [[Donato Bramante]], que em [[1502]] construiu o [[San Pietro in Montorio|Tempietto]], com suas proporções majestosas, significando o ressurgimento em grande escala da [[Arquitetura da Roma Antiga|arquitetura romana antiga]]. As esculturas Alta renascentistas, como exemplificadas pela ''[[Pietà (Michelangelo)|Pietà]]'' e o ''[[David (Michelangelo)|David]]'', de Michelangelo, é caracterizada pelo equilíbrio ideal entre estática e movimento. O clima tranquilo e cores luminosas de [[Giorgione]] e [[Ticiano]] exemplificam a Alta Renascença em [[Veneza]].<ref>Antonio Fernández, E. Barnechea y Juan Haro ''Historia del Arte'', Vicens Vives, pg. 236.</ref>
 
A Alta Renascença é vista por muitos, como a maior explosão do gênio criativo da história. Mesmo os pintores que tiveram relativamente, menor atividade durante o período, como Fra Bartolomeo e Albertinelli Mariotto, eles produziram obras notáveis pela sua perfeita harmonia e controle dos meios de pintura. As proporções alongadas e poses exageradas nas últimas obras de [[Michelangelo]], [[Andrea del Sarto]] e [[Antonio da Correggio]] prefiguram o [[Maneirismo]] nascente, como o [[Renascimento]] é conhecido na história da arte. A morte de Rafael em [[1520]] e o saque de Roma em [[1527]] significaram o fim da Alta Renascença.<ref>[[Arnold Hauser]] ''Historia social de la literatura y el arte'' (1951); ''El manierismo'' (1965)</ref>
 
== Esilos ==
[[Ficheiro:MonaLisa sfumato.jpeg|200px|thumb|direita|Mona Lisa.]]
 
As [[escultura]]s da Alta Renascença eram normalmente encomendadas pelo [[público]] e o [[Estado]] – que tornou se mais popular, pois é uma arte cara. As esculturas foram muitas vezes usadas para decorar ou embelezar a arquitetura, normalmente dentro de pátios onde os outros foram capazes de estudar e admirar a obra de arte encomendada.<ref>[http://html.rincondelvago.com/alto-renacimiento.html Alta Renascença], história da arte</ref> Indivíduos ricos, como [[cardeal|cardeais]], os [[governante]]s e [[banqueiro]]s eram os mais prováveis [[patrocinador]]es [[privado]]s, juntamente com famílias muito ricas. O Papa Júlio II também patrocinou vários artistas. Durante a Alta Renascença, houve o desenvolvimento de [[estatueta]]s de pequena escala para clientes particulares, a criação de [[busto]]s e [[túmulo]]s também esteve em desenvolvimento. O assunto ou motivo relacionado à escultura é principalmente religioso, mas com uma vertente significativa de indivíduos clássicos, sob a forma de esculturas tumulares e pinturas, bem como limites de [[catedral|catedrais]].<ref>[http://www.imageandart.com/tutoriales/historia_arte/renacimiento/index6.htm Renacimiento en el siglo XVI o Alto Renacimiento] (6ta parte) por Roxana C. Fraticola</ref>
[[Ficheiro:MonaLisa sfumato.jpeg|200px|thumb|direita|Mona Lisa]]
 
As [[escultura]]s da Alta Renascença eram normalmente encomendadas pelo [[público]] e o [[Estado]] – que tornou se mais popular, pois é uma arte cara. As esculturas foram muitas vezes usadas para decorar ou embelezar a arquitetura, normalmente dentro de pátios onde os outros foram capazes de estudar e admirar a obra de arte encomendada.<ref>[http://html.rincondelvago.com/alto-renacimiento.html Alta Renascença], história da arte</ref> Indivíduos ricos, como [[cardeal|cardeais]], os [[governante]]s e [[banqueiro]]s eram os mais prováveis [[patrocinador]]es [[privado]]s, juntamente com famílias muito ricas. O Papa Júlio II também patrocinou vários artistas. Durante a Alta Renascença, houve o desenvolvimento de [[estatueta]]s de pequena escala para clientes particulares, a criação de [[busto]]s e [[túmulo]]s também esteve em desenvolvimento. O assunto ou motivo relacionado à escultura é principalmente religioso, mas com uma vertente significativa de indivíduos clássicos, sob a forma de esculturas tumulares e pinturas, bem como limites de [[catedral|catedrais]].<ref>[http://www.imageandart.com/tutoriales/historia_arte/renacimiento/index6.htm Renacimiento en el siglo XVI o Alto Renacimiento] (6ta parte) por Roxana C. Fraticola</ref>
 
== {{Ver também}} ==
* [[Barroco]]
* [[Renascimento do comércio e do artesanato|Renascimento comercial]]
* [[Escultura]]
* [[História da arte]]
* [[Renascimento]]
* [[Renascimento do comércio e do artesanato|Renascimento comercial]]
* [[Maneirismo]]
 
{{Referências}}
 
{{DEFAULTSORT:Alta Renascenca}}
[[Categoria:Renascimento]]
[[Categoria:Século XV]]
141 794

edições