Diferenças entre edições de "Espectroscopia Mössbauer"

78 bytes adicionados ,  16h02min de 25 de agosto de 2006
m
wikificando
m (wikificando)
Em [[espectroscopia]], a técnica de '''espectroscopia de Mössbauer''' consiste no uso do [[efeito Mössbauer]] na identificação de espécies químicas usando [[radiação]] [[Raios gama|gama]]. Na sua forma mais usada, a espectroscopia Mössbauer de [[Absorção_%28física%29|absorção]], uma amostra sólida é exposta a radiação gama, e um detector mede a intensidade da radiação [[transmissão|transmitida]] através da amostra. A [[energia]] da radiação gama é variada variando a aceleração da fonte de radiação com um motor linear. O movimento relativo entre a fonte e a amostra resulta num desvio energético devido ao [[Efeito_Doppler|efeito Doppler]].
 
== Espectro de Mössbauer ==
 
No [[espectro]] resultante, a intensidade dos raios gama é representada graficamente em função da [[velocidade]] da fonte. A velocidades correspondentes aos níveis de energia [[ressonância|ressonantes]] da amostra, parte dos raios gama é absorvida, resultando numa quebra da intensidade medida e uma correspondente depressão no espectro (picos). O número, posição e intensidade dos picos providenciam informação sobre o ambiente químico dos [[Núcleo_atômico|núcleos]] que absorvem a radiação gama, podendo esta ser utilizada para a caracterização estrutural da amostra.
 
== Isótopos usados ==
 
Para ocorrer a absorção de radiação gama e o efeito Mössbauer ocorrer, a radiação deve ter a energia apropriada para as transições nucleares dos átomos a serem analisados. A energia da radiação deve tambem ser relativamente baixa, de contrário o sistema terá uma pequena fracção livre de retrocesso, um fenómeno que resulta numa fraca razão sinal/ruído. Apenas alguns [[isótopo|isótopos]] preenchem estes requisitos, pelo que a espectroscopia de Mössbauer pode ser aplicada somente a um pequeno grupo de átomos, tais como: <sup>57</sup>[[Ferro|Fe]], <sup>129</sup>[[Iodo|I]], <sup>119</sup>[[Estanho|Sn]], e <sup>121</sup>[[Antimónio|Sb]].
O isótopo <sup>57</sup>Fe é o mais bem estudado. A radiação gama provém, neste caso, de uma fonte de <sup>57</sup>[[Cobalto|Co]] em [[Decaimento_radioativo|decaimento radioactivo]]; este decai para um estado excitado de <sup>57</sup>Fe, que por sua vez decai para o estado fundamental de <sup>57</sup>Fe. É esta última transição a utilizada neste tipo de espectroscopia, com energia igual a 14,4 keV. Toda a amostra contendo ferro tem na sua composição cerca de 2.2% de <sup>57</sup>Fe; o isótopo mais comum do Fe é o <sup>56</sup>Fe. Assim, qualquer amostra contendo ferro na sua composição é passível de análise por espectroscopia de Mössbauer. No entanto, e devido a esta mesma percentagem, é necessário acumular várias medições na mesma amostra (acumulação de espectros) para obter resultados com uma boa razão sinal/ruído. Actualmente, e sempre que possível, a amostra é sintetizada na presença de <sup>57</sup>Fe, de modo a encurtar o número e tempo de aquisição dos espectros.
 
== Aplicações ==
 
Um exemplo de aplicação da espectroscopia de Mössbauer é na caracterização estrutural de [[proteína|proteínas]] contendo ferro na composição dos seus cofactores - os espectros providenciam informação sobre o número de ligandos do(s) átomo(s) de ferro e a natureza química dos mesmos, o que por sua vez ajuda a compreender a forma como esses cofactores actuam na actividade biológica das proteínas que os contêm.
 
=={{Ligações externas}}==
*[http://www.mossbauer.org Página do Mössbauer Effect Data Center, detalhando a técnica, instrumentação e aplicações]
*[http://www.dwiarda.com/scientific/Moessbauer.html Simulação para efeitos educacionais de espectros de Mössbauer]
25 715

edições