Mirmecofagídeos: diferenças entre revisões

sem resumo de edição
[[alimentação|Alimentam-se]] de [[formiga]]s e principalmente de [[cupim|cupins]] (térmitas), que retiram dos cupinzeiros com a sua longa [[língua]] – chega a ter 200 [[centímetro|cm]] de comprimento – alojada dentro de um [[focinho]] também afunilado. Para desfazer os cupinzeiros, os tamanduás têm [[garra]]s fortes e curvas nas [[pata (animal)|patas]] dianteiras, que lhes dificultam o [[locomoção|andar]].
 
O peso do [[tamanduá-bandeira]] adulto pode atingir quarenta quilogramas e seu comprimento, 1,80 metros, incluindo a [[cauda]], que pode chegar à metade desse tamanho. Este tipo de tamanduá, o ''Myrmecophaga tridactyla'', se encontra em perigo de [[extinção]]. Suas [[fêmea]]s têm um único [[filhote]] por ano, muito pequeno e frágil, que é carregado nas costas da mãe até cerca de um ano de idade, tornando-se, assim, muito vulneráveis aos [[predador]]es. Outro grande problema que pode afectá-los é a destruição do seu ''[[habitat]]''. Tamanduá - É quase cego e surdo, mas, por outro lado, tem excelente olfato. Ele pode sentir o cheiro de uma presa ou de um predador a dezenas de metros de distâncias.
Tamanduá - É quase cego e surdo, mas, por outro lado, tem excelente olfato. Ele pode sentir o cheiro de uma presa ou de um predador a dezenas de metros de distâncias.
 
== Etimologia ==