Diferenças entre edições de "Nuno Gonçalves"

1 byte removido ,  08h48min de 28 de maio de 2012
sem resumo de edição
{{ver desambiguação}}
'''Nuno Gonçalves''' foi um [[pintura|pintor]] [[Portugal|português]] do [[século XV]]. O seu nome fiofoi registado em [[1463]] como pintor da corte de [[Afonso V de Portugal|Afonso V]], mas nenhum trabalho inequivocamente seu sobreviveu até hoje. Há, no entanto, fortes indicações de que tenha sido ele a pintar os [[Painéis de São Vicente de Fora]], uma obra-prima da pintura portuguesa do [[século XV]] na qual, com um estilo bastante seco mas poderosamente realista, se retratam figuras proeminentes da corte portuguesa de então, incluindo o que se presume ser um [[auto-retrato]], e se atravessa toda a sociedade, da nobreza e clero até ao povo.
[[Ficheiro:Lagos40 kopie.jpg|thumb|600px|right|Painéis de São Vicente de Fora (Réplica)]]
 
Aparentemente foi pintor de [[D. Afonso V]] em 1450. [[Francisco de Holanda]] no seu ''Da Pintura Antiga'' ([[Lisboa]], [[1548]]), refere-se a Nuno Gonçalves como uma das" águias" um dos mestres do século XV - mas o seu nome e os seus trabalhos perderam-se na história.
 
A sua obra prima para a catedral de Lisboa foi construídadestruída no [[Sismo de Lisboa de 1755|terramoto de 1755]], e a sua outra obra com o tema de [[São Vicente]], o santo patrono de Lisboa e da casa real de Portugal, esteve desaparecida até 1882, quando foi descoberta no convento de São Vicente. Não foi senão em 1931, quando sua obra foi exposta em Paris, que Gonçalves recebeu o reconhecimento internacional que merecia.
O [[Painéis de São Vicente de Fora|Políptico de São Vicente]] (hoje no [[Museu Nacional de Arte Antiga]], Lisboa) consiste em seis paíneis, dois largos e quatro mais estreitos, dominado pela figura do [[Infante Santo]].
 
Utilizador anónimo