Abrir menu principal

Alterações

2 bytes removidos ,  04h24min de 17 de junho de 2012
 
=== Como neurotransmissor ===
A glicina é um [[neurotransmissor]] inibitório no [[sistema nervoso central]], especialmente a nível da [[medula espinal]], [[tronco cerebral]] e [[retina]]. Quando receptores de glicina são activados, o [[ânion]] [[cloreto]] entra no neurónioneurônio através de receptores ionotrópicos, causando um [[potencial pós-sináptico inibitório]]. A [[estricnina]] actua como [[antagonista]] nos receptores ionotrópicos de glicina. A glicina é, junto com o glutamato, um co-[[agonista]] de [[receptores NMDA]]; esta acçãoação facilita a actividade excitatória dos receptores glutaminérgicos, em contraste com a actividadeatividade inibitória da glicina.
 
A [[dose letal]] de glicina administrada oralmente, em [[rato]]s, é de 7930 mg/kg<ref>{{cite web|url=http://physchem.ox.ac.uk/MSDS/GL/glycine.html|title=Safety (MSDS) data for glycine|date=2005|publisher= The Physical and Theoretical Chemistry Laboratory Oxford University |accessdate=2006-11-01}}</ref>, causando morte usualmente por hiperexcitabilidade.
Utilizador anónimo