Macário de Jerusalém: diferenças entre revisões