Diferenças entre edições de "Wilza Carla"

102 bytes removidos ,  16h36min de 27 de junho de 2012
m
Revertidas edições por 189.79.7.48 para a última versão por Leosls (usando Huggle)
m (Revertidas edições por 189.79.7.48 para a última versão por Leosls (usando Huggle))
Começou sua carreira artística como vedete no teatro de revista e como intérprete de papéis sensuais em filmes da era das [[chanchada]]s. Posteriormente, aproveitando o fato de que havia engordado bastante, celebrizou-se nos filmes do gênero "[[pornochanchada]]".
 
O grande momento de Wilza na televisão foi interpretando a personagem Dona Redonda, na novela "[[Saramandaia]]", exibida em [[1976]] pela [[Rede Globo]].<ref>{{citar web|url=http://br.noticias.yahoo.com/morre-s%C3%A3o-paulo-ex-vedete-atriz-wilza-carla-123500681.html|título=Morre em São Paulo a ex-vedete e atriz Wilza Carla|publicado=Yahoo|acessodata=21 de junho de 2011}}</ref> e reviveu a personagem na mini-novela "[[Expresso Brasil (telenovela)|Expresso Brasil]]" em [[1987]]. A última novela em que atuou foi "[[A História de Ana Raio e Zé Trovão]]", de [[1990]], produzida pela extinta [[Rede Manchete]]. Foi também jurada em programas de calouros, em especial o de [[Silvio Santos]].
 
Sérios problemas de saúde, agravados pela [[obesidade]], afastaram-na da carreira artística a partir da [[década de 1990]]. No final de sua vida, Wilza sofria de [[diabetes]] e do [[Mal de Alzheimer]].