Diferenças entre edições de "Joseph Nicéphore Niépce"

22 bytes removidos ,  14h40min de 28 de junho de 2012
m
BOT - Possível vandalismo de 189.27.196.16, revertendo para a edição 29712943 de Colaborador Z.
m (BOT - Possível vandalismo de 189.27.196.16, revertendo para a edição 29712943 de Colaborador Z.)
== A heliografia de Niépce ==
Em 1793, junto com o seu irmão Claude, oficial da [[marinha]] francesa, Joseph Nicéphore Niépce (1765-1833) tenta obter imagens gravadas quimicamente com a câmara escura, durante uma temporada em Cagliari. Aos 40 anos, Niépce se retirou do [[exército]] francês para dedicar-se a inventos técnicos, graças à [[fortuna]] que sua família possuía. Nesta época, a litografia era muito popular na França, e como Niépce não tinha habilidade para o desenho, tentou obter através da câmera escura uma imagem permanente sobre o material litográfico de imprensa. Recobriu um papel com cloreto de prata e expôs durante várias horas na câmera escura, obtendo uma fraca imagem parcialmente fixadas com [[ácido nítrico]]. Como essas imagens eram em negativo e Niépce pelo contrário, queria imagens positivas que pudessem ser utilizadas como placa de impressão, determinou-se a realizar novas tentativas.
[[Ficheiro:View from the Window at Le Gras, Joseph Nicéphore Niépce.jpg|thumb|205px|left|Foto mais antiga tirada por Niépce, por ELE TAMBEM ERA GAY volta de [[1826]].]]
 
Após alguns anos, Niépce recobriu uma placa de [[estanho]] com [[betume]] branco da [[Judéia]] que tinha a propriedade de se endurecer quando atingido pela [[luz]]. Nas partes não afetadas, o betume era retirado com uma solução de essência de [[alfazema]]. Em 1826, expondo uma dessas placas durante aproximadamente 8 horas na sua [[câmera]] escura fabricada pelo ótico parisiense Chevalier, conseguiu uma imagem do quintal de sua casa. Apesar desta imagem não conter meios tons e não servir para a litografia, todas as autoridades na matéria a consideram como "a primeira fotografia permanente do mundo". Esse processo foi batizado por Niépce como heliografia, gravura com a luz solar.
 
Em [[1829]] substitui as placas de [[metal]] revestidas de [[prata]] por [[estanho]], e escurece as sombras com vapor de [[iodo]]. Este processo foi detalhado no contrato de sociedade com [[Daguerre]], que com estas informações pode descobrir em [[1831]] a sensibilidade da prata iodizada à luz. Niépce morreu em 1833 deixando sua obra nas mãos de [[Daguerre]].
as
 
== {{Ligações externas}} ==
40 705

edições