Abrir menu principal

Alterações

53 bytes removidos ,  16h27min de 9 de julho de 2012
cadê a fonte?
|vias_de_administração = Intravenoso, intramuscular, oral e tópico
}}
A '''cetaminaKetamina''', traduzida erroneamente do inglêsou 'ketamine' como '''"ketamina"cetamina''', é uma [[droga]] dissociativa usada para fins de anestesia, com efeito hipnótico e características analgésicas. Conhecido medicamento para uso humano e veterinário, nesse último caso particularmente para uso em [[equinos]], a cetamina é muitas vezes consumida por causar efeitos psicotrópicos.
 
== História ==
Foi sintetizada pela primeira vez em 1962 por [[Calvin Stevens]] nos laboratórios da Parke Davis por ocasião de pesquisas para substituição dos anestésicos de PCP. Foi nomeada inicialmente de "CI581". Em 1965, a cetamina foi descoberta como um útil anestésico e foi pela primeira vez utilizada "recreacionalmente" por Edward Domino que cunhou a expressão "anestésico dissociativo". A cetamina foi usada para fins de anestesia porque ela suprime a respiração bastante menos que a maioria dos anestésicos disponíveis, mas, nos anos 70, os pacientes começaram a reportar visões involuntárias enquanto sob seus efeitos. Em 1978, John Lilly publicou seu livro "The Scientist" e a popularidade da cetamina cresceu pelos anos 80 até que em 1995 a DEA adicionou a cetamina em sua "lista de drogas emergentes". Em 1998 & 1999, a cetamina foi descrita pela mídia e pelos legisladores com GHB como uma "droga de estupro" ('date rape drug', no original) e como uma 'club drug' e foi emergencialmente classificada pela DEA em 12 de Agosto de 1999.
 
== Mecanismo de Açãoação ==
A cetamina induz o aumento máximo da actividade metabólica nas estruturas corticais e subcorticais do sistema límbico. No entanto, para doses subanestésicas, onde o efeito analgésico é mais predominante, a actividade metabólica nestas regiões está diminuída.