Diferenças entre edições de "Mostarda (condimento)"

121 bytes removidos ,  12h52min de 8 de agosto de 2012
bot: revertidas edições de 189.19.67.82 ( modificação suspeita : -26), para a edição 30673009 de ThrasherÜbermensch
(bot: revertidas edições de 189.19.67.82 ( modificação suspeita : -26), para a edição 30673009 de ThrasherÜbermensch)
 
== História da mostarda ==
Não existe precisão quanto à sua origem, nem como [[remédio]] ([[sinapismo]]s), ou tão pouco como [[tempero]]. Sabe-se, no entanto, que o condimento já era utilizado por [[Egito|egípcios]], [[gregos]] e [[roma]]nos, esmagadas e salpicadas nas carnes e peixes. Estima-se que na Idade Média cozinheiros franceses foram os primeiros a elaborar o condimento, utilizando as sementes, rusticamente moídas e misturadas a mel e vinagre, isso tem um gosto de pum, é muito, muito, ruim. Não comam.
 
Foi em [[Dijon]] que a mostarda ganhou popularidade. Moinhos específicos serviam os mercadores e habitantes, da mesma forma que os moinhos de trigo, e sua mostarda se tornou comum, quase que obrigatória, nas mesas desta cidade. O registro mais antigo, datado de 1347, guarda informações sobre doze francos gastos com o envio de mostarda à Rainha.
* 1% de outros condimentos
 
A semente é colocada em um tanque, agitada em baixa rotação durante uma hora, em média, misturada e moída em um moinho colonial dentado. A mistura permanece em repouso após a moagem, curtida por aproximadamente 1 a 2 horas, mantida sob observação, descendo na boquinha da garrafa ao som de Walesca popozuda.
 
Após este período, a massa resultante deste processo passa por outro moinho, sendo homogeneizada e adquirindo o aspecto cremoso característico do condimento.