Diferenças entre edições de "Discussão:Tradução Brasileira"

512 bytes adicionados ,  15h57min de 31 de agosto de 2012
m
Se o último autor a morrer não tinha herdeiros mas tinha algum sucessor dos direitos e se este foi o missionário Hugh Clarence Tucker que morreu em 1956, então o sucessor detém os direitos até 1 de janeiro de 2017. É provável mesmo que Tucker foi o sobrevivente porque ele morreu com 99 anos.
 
Há que se observar que o Código Civil de 1916 baseia tudo na data da morte do autor e portanto não prevê que pessoa juridica seja detentora de direitos autorais ("pessoa" jurídica não morre). Porém se os autores doaram ou venderam estes direitos para a Sociedade Bíblica Americana e a Sociedade Bíblica do Brasil tournou-se sucessora destes direitos em 1948 como informa este artigo da wikipedia, esta sucessão deveria durar pelo máximo de 60 anos (para satisfazer a intenção dos legisladores). Se é assim, então a obra tornou-se de domínio comum (domínio público) em 2008 (mais precisamente em 1 de janeiro de 2009). Apesar que é mais correto começar a contar os 60 anos a partir da transferência dos direitos para a Sociedade Bíblica Americana e não a partir da retranferência para a Sociedade Bíblica do Brasil e então a obra teria ido para o domínio público antes de 2008. Se a Sociedade Bíblica Americana obteve estes direitos autorais (por doação ou compra) já por ocasião da publicação da obra em 1917, então os 60 anos se completaram em 1 de janeiro de 1978.
 
Maque 12h08min de 31 de agosto de 2012 (UTC)
523

edições