Abrir menu principal

Alterações

248 bytes adicionados ,  21h47min de 12 de setembro de 2012
Desfeita a edição 32204841 de Zoldyick
A '''Praça do Ferreira''' é uma [[praça]] da cidade de [[Fortaleza]]. Seu nome é referência ao [[Boticário Ferreira]] que em [[1871]], enquanto presidente da câmara municipal, fez uma reforma na área e urbanizou o espaço. Desde [[2001]], após pesquisa popular, a praça do Ferreira foi oficialmente declarada ''Marco Histórico e Patrimonial de Fortaleza'' pela lei municipal 8605 de [[20 de dezembro]] de 2001. Na praça do Ferreira, aglutinaram-se grandes empreendimentos e grandes eventos da sociedade e da cultura fortalezense durante o final do [[século XIX]] até a metade do [[século XX]] quando a cidade passou por uma expansão urbana e pela criação de outros pólos de desenvolvimento. Em [[30 de janeiro]] de [[1942]] o [[Sol]] foi vaiado por um grupo de pessoas na praça depois de 2 dias de tempo nublado e chuvas. O ano de 1942 foi de [[estiagem]] no [[Ceará]]
 
[[Ficheiro:/Users/hairon/Desktop/foto1.jpg|Vista antiga de Praça do Ferreira.]]
== História ==
Antigamente, por volta de 1839,o que hoje é a belissima praça do ferreira era apenas um espaço cheio de areia com um poço localizado em sua parte central. existia um predio com o nome de predio do ensino mutuo, onde hoje é a [[caixa economica federal]]. E extinto pelo boticario ferreira, havia o beco do cotovelo, que era povoado por casas em diagona. No ano de 1842 o boticario Antonio Rodrigues Ferreira foi eleito presidente da camara municipal e aumentou as ruas da cidade, dando um traçado muito defeituoso. Criou a praça, em 1871 foi chamada de praça do ferreira, em referencia ao boticario, e antes teve o nome de feira-nova, pedro II e praça da municipalidade. Em destaque, antes disso, existia os sobrados de comendados machado e o do pacheco, construídos respectivamente em 1825 e o outro em 1831.
 
[http://www.ceara.pro.br/fortaleza/imagens/foto1.jpg Visão panorâmica antiga da Praça do Ferreira, publicada no livro "Brasil", do fotógrafo Peter Fuss.]
 
O intendente guilherme rocha, construiu um jardim que no centro ficava a avenida que foi chamada "jardim 7 de setembro", em 7 de setembro de 1902 e era cercada por grades de ferro e colunas de concreto e localizava a frente do que hoje é o cine são luiz. Na construção foram colocados 5 quiosques, todos construidos de forma artistica e onde funcionava a companhia da luz e 4 cafés. Postos tambem ilustres frades de pedra fabricado com pedra de lioz e importados diretamente de portugal, possuindo até argolas para amarrar animais. No meio do jardim foram colocados uma caixa d'àgua e um catavento que usavam a água para os jardins serem aguados. A padraria espiritual, movimento literario, aconteceu em um dos cafés no ano de 1892.
Em 2001, a Praça do Ferreira foi escolhida como ícone da cidade. A escolha foi fruto de uma promoção da campanha “Eleja Fortaleza - Declare seu amor pela cidade”, criada pelo [[Banco Itaú]] em parceira com o [[Sistema Verdes Mares]]. Pela campanha, a população vota em urnas espalhadas pela cidade e nas agências Itaú.
 
== {{Bibliografia}} ==
* ESCÓSSIA, Fernando Melo de. ''Guia cultural: quatro vezes Fortaleza''. Fortaleza: Edições Demócrito Rocha, 2000. ISBN 85-86375-61-6
* GALENO, Alberto. ''A praça e o povo: homens e acontecimentos que fizeram a praça do Ferreira''. Fortaleza: Stylus comunicações, 1991.
* SOUZA, Simone de; NEVES, Frederico de Castro (organizadores). ''Fortaleza:História e Cotidiano — Comportamento''. Fortaleza: Edições Demócrito Rocha, 2002. ISBN 85-75290-95-9
 
== {{Ligações externas}} ==
* {{Link||2=http://www.cmfor.ce.gov.br/bimg02/Leis/2001/LE86052001.tif |3=Lei Municipal 8605 de 20 de dezembro de 2001 considerando a Praça do Ferreira marco histórico da cidade}}
 
Utilizador anónimo