Abrir menu principal

Alterações

1 460 bytes adicionados ,  14h40min de 4 de outubro de 2012
sem resumo de edição
}}
 
A '''Copa Roca de 1963''', o [[Superclássico das Américas]], foi um torneio de [[futebol]] amistoso disputado entre a [[Seleção Brasileira de Futebol|Seleção Brasileira]] e a [[Seleção Argentina de Futebol|Seleção Argentina]], no dia [[27 de setembro]] de 1963.<ref name="Ogol">{{Citar web|url=http://www.ogol.com.br/jogo.php?id=57907|titulo=Argentina 0-1 Brasil|publicado=Ogol|língua2=pt|acessodata=[[24 de setembro]] de [[2012]]}}</ref>
A '''Copa Roca de 1963''', o [[Superclássico das Américas]], foi decidida em dois jogos no [[Brasil]]. Ao contrário da edição de [[Copa Roca de 1960|1960]], esta contaria com vários jogadores brasileiros que foram bi-campeões mundiais no [[Copa do Mundo FIFA de 1962|Chile]]. Em 13 de abril, no [[Estádio Cícero Pompeu de Toledo|Morumbi]], com mais de 40 mil pessoas, a [[Argentina]] venceu por 3 a 2, com gols de [[Juan Lallana]] (dois) e [[Juarez]]. [[Pepe]] fez os dois gols nessa que foi única derrota da [[Seleção Brasileira de Futebol|Seleção Brasileira]] no estádio do [[São Paulo Futebol Clube|São Paulo]].
 
== Regulamento ==
O regulamento previsa que as duas seleções se enfrentariam em solo brasileiro em dois jogos. Ao final dos dois confrontos, quem somasse o maior número de pontos seria o campeão. Caso ao final da segunda partida as equipes estivessem empatadas, independente de saldo de gols, seria realizada uma prorrogação onde o empate beneficiaria o detentor da taça. <ref name="portenho">{{Citar web|url=http://www.futebolportenho.com.br/2011/01/06/copa-roca-a-hegemonia-brasileira-1945-1963/?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+FutebolPortenho+%28Futebol+Portenho%29|titulo=Copa Roca: A hegemonia brasileira (1945-1963)|publicado=Futebol Portenho|língua2=pt|acessodata=[[30 de setembro]] de [[2012]]}}</ref> <ref name="resultados">{{citar web | autor=[[CBF]] | titulo=Retrospecto do Superclássico das Américas| data=9 de Setembro de 2012 | lang=pt | url=http://www.cbf.com.br/noticias/selecao-brasileira/2011/9/9/retrospecto-do-superclassico-das-americas | acessodata=04 de Setembro de 2012 }}</ref>
 
== Detalhes ==
A '''Copa Roca de 1963''', o [[Superclássico das Américas]], foiFoi decidida em dois jogos no [[Brasil]]. Ao contrário da edição de [[Copa Roca de 1960|1960]], esta contaria com vários jogadores brasileiros que foram bi-campeões mundiais no [[Copa do Mundo FIFA de 1962|Chile]]. Em 13 de abril, no [[Estádio Cícero Pompeu de Toledo|Morumbi]], com mais de 40 mil pessoas, a [[Argentina]] venceu por 3 a 2, com gols de [[Juan Lallana]] (dois) e [[Juarez]]. [[Pepe]] fez os dois gols nessa que foi única derrota da [[Seleção Brasileira de Futebol|Seleção Brasileira]] no estádio do [[São Paulo Futebol Clube|São Paulo]].
 
No dia [[16 de abril]], o Brasil precisava vencer para ficar com o título. Com um [[Maracanã]] tomado por 130 mil pessoas, o time deu um show de bola e levou a melhor por 4 a 1 no tempo normal, com três gols de [[Pelé]] e um de [[Amarildo]]. [[Fernandez]] marcou para a Argentina.
 
O jogo foi então para a prorrogação, e aí quem precisava vencer era a Argentina, que saiu na frente, com [[Savoy]], mas Amarildo marcou novamente e deu o título ao Brasil que novamente o ficou com a Copa Roca, consolidando seu domínio desde meados da década de 40.
Foi decidida em dois jogos no [[Brasil]]. Ao contrário da edição de [[Copa Roca de 1960|1960]], esta contaria com vários jogadores brasileiros que foram bi-campeões mundiais no [[Copa do Mundo FIFA de 1962|Chile]]. Em 13 de abril, no [[Estádio Cícero Pompeu de Toledo|Morumbi]], com mais de 40 mil pessoas, a [[Argentina]] venceu por 3 a 2, com gols de [[Juan Lallana]] (dois) e [[Juarez]]. [[Pepe]] fez os dois gols nessa que foi única derrota da Seleção Brasileira no estádio do [[São Paulo Futebol Clube|São Paulo]].
 
No dia [[16 de abril]], o Brasil precisava vencer para ficar com o título. Com um [[Maracanã]] tomado por 130 mil pessoas, o time deu um show de bola e levou a melhor por 4 a 1 no tempo normal, com três gols de [[Pelé]] e um de [[Amarildo]]. [[Fernandez]] marcou para a Argentina.
== Regulamento ==
 
O regulamento previsa que as duas seleções se enfrentariam em solo brasileiro em dois jogos. Ao final dos dois confrontos, quem somasse o maior número de pontos seria o campeão. Caso ao final da segunda partida as equipes estivessem empatadas, independente de saldo de gols, seria realizada uma prorrogação onde o empate beneficiaria o detentor da taça. <ref name="portenho">{{Citar web|url=http://www.futebolportenho.com.br/2011/01/06/copa-roca-a-hegemonia-brasileira-1945-1963/?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+FutebolPortenho+%28Futebol+Portenho%29|titulo=Copa Roca: A hegemonia brasileira (1945-1963)|publicado=Futebol Portenho|língua2=pt|acessodata=[[30 de setembro]] de [[2012]]}}</ref> <ref name="resultados">{{citar web | autor=[[CBF]] | titulo=Retrospecto do Superclássico das Américas| data=9 de Setembro de 2012 | lang=pt | url=http://www.cbf.com.br/noticias/selecao-brasileira/2011/9/9/retrospecto-do-superclassico-das-americas | acessodata=04 de Setembro de 2012 }}</ref>
O jogo foi então para a prorrogação, e aí quem precisava vencer era a Argentina, que saiu na frente, com [[Savoy]], mas Amarildo marcou novamente e deu o título ao Brasil que novamente o ficou com a Copa Roca, consolidando seu domínio desde meados da década de 40.
 
==Primeiro Jogo==