Abrir menu principal

Alterações

35 bytes adicionados ,  19h44min de 9 de outubro de 2012
sem resumo de edição
Em meados de 2011, ocorreu o Dia do Jogo Justo, onde distribuidoras e lojas ligadas ao projeto promoveram a comercialização de diversos títulos ao preço de R$ 99,00, inicialmente o valor que Moacyr julgava ser adequado à realidade brasileira, funcionando como uma prévia dos preços após o projeto ser aprovado aos consumidores. Buscava-se uma espécie de coleta de dados e informações sobre o mercado de jogos nacional e entregar um relatório à Receita Federal.
 
OForam queescolhidos dealguns fatojogos ocorreu,com porém,lançamento foirelativamente umarecente grandepara "queimaa dedata estoque"além de váriosque títulosas queempresas nãoparticipantes alcançavamaproveitaram índicesa significativosoportunidade depara vendasfazer nasuma lojas"queima de estoque" de parceirasjogos domenos projetopopulares. Para efetuar essa compra, o cliente deveria usar um codigo que foi distribuido individualmente com limite de 1 por pessoa, possiblitando o maior controle das vendas. Esses numeros então seriam apresentados as autoridades da receita federal, além de servir referência para as empresas do meio envolvidas no projeto.
 
Posteriormente, o deputado Moacyr assumiu o cargo de assessor do [[Ministério da Cultura]].
Utilizador anónimo