Diferenças entre edições de "Sistema porta hepático"

821 bytes removidos ,  18h58min de 15 de outubro de 2012
m
Reversão de uma ou mais edições de Nini00 para a versão 29882855 de Luckas-bot (VIOLA DIREITOS AUTORAIS http://www.ebah.com.br/content/ABAAABeHgAF/anatomia-dos-sistemas), com [[WP:RA|Reversão e aviso...
m (Reversão de uma ou mais edições de Nini00 para a versão 29882855 de Luckas-bot (VIOLA DIREITOS AUTORAIS http://www.ebah.com.br/content/ABAAABeHgAF/anatomia-dos-sistemas), com [[WP:RA|Reversão e aviso...)
[[Imagem:Gray591.png|right|thumb|Diagrama mostrando a veia porta hepática e suas adjacências.]]
 
Na [[anatomia humana]], o '''sistema porta hepático''' é o sistema de [[veia]]s que compreende a [[veia porta hepática]] e suas tributárias. Este sistema fornece exclusividade de ligação entre a segunda porção do [[duodeno]] e o [[fígado]] que tem como função de transporte de substâncias e nutrientes absorvidos para ser metabolizado.
A veia porta é formada pela anastomose da veia esplênica (recolhe sanguedo baço) com a veia mesentérica superior.
 
A veia esplênica, antes de se anastomosar com a veia mesentérica superior, recebe a veia mesentérica inferior.
 
Depois de constituída, a veia porta recebe ainda as veias gástrica esquerda e prepilórica. Ao chegar nas proximidades do hilo hepático, a veia porta bifurca-se em dois ramos (direito e esquerdo), penetrando assim nos lobos direito e esquerdo do fígado. No interior do fígado, os ramos da veia porta realizam uma verdadeira rede. Ramificam-se em vénulas de calibre cada vez menor até a capilarização. Em seguida os capilares vão constituindo novamente vénulas que se reúnem sucessivamente para formar as veias hepáticas as quais vão desembocar na veia cava inferior.
 
Este sistema venoso permite assim que todas as substâncias absorvidas no trato digestivo passem primeiro pelo fígado onde são transformadas, antes de passarem à circulação sistémica (veia hepática).
 
{{veias do tronco}}