Abrir menu principal

Alterações

5 bytes removidos, 17h27min de 16 de outubro de 2012
m
sem resumo de edição
[[Ficheiro:Map of unitary states.svg|thumb|right|350px|Mapa mostrando os Estados unitários (em azul).]]
Em um Estado unitário, qualquer unidade subgovernamental pode ser criada ou extinta e ter seus poderes modificados pelo governo central. O processo no qual as unidades subgovernamentais e/ou parlamentos regionais são criados por um governo central é conhecido por ''[[Estado unitário#Estado devolvido|devolução]]''. Um Estado unitário pode ampliar e restringir as funções de tais ''(sub)governos devolvidos'' sem o consentimento formal dessas entidades. No [[Federação|sistema federativo]], ao contrário, as assembléiasassembleias nesses [[Estado (subdivisão)|estados]], que compõem a Federação, têm uma existência constitucional e suas atribuições são determinadas por ela e não podem ser unilateralmente modificadas pelo governo central. Em alguns casos, tais como nos [[Estados Unidos da América]], é somente o governo ''federal'' que tem poderes exclusivos para delegá-lo.
 
A maioria dos Estados federativos também possui níveis inferiores de governo. Assim, enquanto os [[Estados Unidos da América]] é a federação, a maioria (se não todos) seus [[Estado (subdivisão)|estados]] são entes unitários, com [[condado]]s e outros [[município]]s tendo sua autoridade dada (devolvida) a eles pelas constituições e leis estaduais.
 
== Exemplos notáveis ==
O [[Reino Unido]] é um Estado unitário onde o poder central foi parcialmente devolvido às assembléiasassembleias e parlamentos criados da [[Escócia]], [[País de Gales]] e [[Irlanda do Norte]], todos criados entre [[1998]] e [[1999]]. A [[República da Irlanda]] é um Estado unitário sem governos [[Entidade subnacional|subnacionais]]. Diferentemente do País de Gales, da Escócia e da Irlanda do Norte, a [[Inglaterra]] não tem um ministro de governo ou um ministério exclusivamente responsável por sua administração central. Em vez disso, há vários ministérios do governo, cujas responsabilidades, em alguns casos, também cobrem aspectos de assuntos no País de Gales e na Escócia. Uma rede de dez Departamentos do Governo para as Regiões (''Government Offices for the Regions'' – GOR) é responsável pela implementação de vários programas governamentais nas regiões inglesas.
 
A [[República Popular da China|China]] é principalmente um Estado unitário formado com o governo central tendo autoridade direta sobre as províncias e delegando autoridade aos governos provinciais. Contudo, a situação de [[Hong Kong]] [[Região Administrativa Especial]] (RAE) está aberta ao debate, dependendo da interpretação dada à [[Lei Fundamental de Hong Kong]]. A maioria dos estudiosos em leis chinesas argumenta que a Lei Fundamental é puramente uma lei doméstica derivando sua autoridade da [[Constituição da República Popular da China]], neste caso a RAE é um governo devolvido inteiramente consistente com a visão da China como um Estado unitário. Porém, outros argumentam que a Lei Fundamental deriva sua autoridade diretamente da [[Declaração conjunta sino-britânica]], e neste caso é possível considerá-la como uma constituição, implicando em um relacionamento federativo entre a China e Hong Kong e colocando a China na categoria de sistema híbrido. Considerações similares dizem respeito à [[RAE]] de [[Macau]].
* [[Congo]]
* [[República Democrática do Congo]]
* [[CoréiaCoreia do Norte]]
* [[CoréiaCoreia do Sul]]
* [[Costa do Marfim]]
* [[Costa Rica]]
* [[El Salvador]]
* [[Equador]]
* [[EritréiaEritreia]]
* [[Eslováquia]]
* [[Eslovênia]]
117 641

edições