Diferenças entre edições de "André Fernandes"

44 bytes adicionados ,  17h07min de 22 de setembro de 2006
sem resumo de edição
Em novembro de 1613 André Fernandes partiu de São Paulo na chefia de uma bendeira que foi ao sertão que hoje sabemos ter sido goiano, do [[rio Paraupava]], com 30 companheiros, bandeira essa determinada pelo provedor das minas, [[Diogo de Quadros]].
 
Em [[1623]] recebeu patente de Capitão da infantaria da ordenança de São Paulo e foi escolhido para chefiar a «monção» que levaria D. Vitória de Sá, àda cidadefamília de [[Assunção]],Salvador tomandoCorreia depoisde parte na arrancada paulista contra o [[Guairá]] em [[1628]], eà permanecendo nesta guerra até finscidade de [[1632Assunção]]. «Uno de los maiores piratas y más cruel matadores de indios que fueron al certon», diz dele um cronista jesuíta.
 
Tomou depois parte na arrancada paulista contra o [[Guairá]] em [[1628]], e permanecendo nesta guerra até fins de [[1632]]. «Uno de los maiores piratas y más cruel matadores de indios que fueron al certon», diz dele um cronista jesuíta.
 
Esteve na bandeira de [[Francisco Bueno]] que em [[1637]] atacou diversas reduções no sertão do [[Taipe]], atual [[Rio Grande do Sul]]. Morto Francisco Bueno, a tropa foi dividida entre [[Jerônimo Bueno]] e André.
Utilizador anónimo