Abrir menu principal

Alterações

1 176 bytes adicionados ,  23h59min de 9 de novembro de 2012
sem resumo de edição
{{Info/Biografia
{{má tradução|[[w:Martin Esslin|Martin Esslin]]}}
| bgcolour =
'''Martin Julius Esslin''' ([[6 de junho]] de [[1918]], [[24 de fevereiro]] de [[2002]]) foi um produtor inglês nascido na [[Hungria]], argumentista, [[jornalista]], adaptador, [[tradutor]], [[crítico]], [[acadêmico]] e [[erudito]], professor de arte dramática mais conhecido por ter cunhado o termo "[[Teatro do Absurdo]]" no seu trabalho com esse nome ([[1962]]). John Calder, editora e material dramático [[Samuel Beckett]] confidente, encontrado Esslin do livro "o mais influente texto teatral dos anos 1960."
| nome = Martin Esslin
| imagem =
| imagem_tamanho =
| imagem_legenda =
| nome_completo = Julius Pereszlényi
| nome_nativo = Pereszlényi Gyula Márton (em [[Língua húngara|Húngaro]])
| nascimento_data = 6 de junho de 1918
| nascimento_local = [[Budapeste]], {{HUNb}}
| morte_data = {{morte|24|2|2002|6|6|1918}}
| morte_local = [[Londres]], {{INGb}}
| morte_info =
| residência =
| nacionalidade = Húngaro
| ocupação = argumentista, [[jornalista]], adaptador, [[tradutor]], [[crítico]], [[acadêmico]] e [[erudito]]
| influências =
| influenciados =
| prémios =
| principais_trabalhos = [[Teatro do Absurdo]]
| website =
}}
'''Martin Julius Esslin''' ([[Budapeste]], [[Hungria]], [[6 de junho]] de [[1918]], [[Londres]], [[Inglaterra]], [[24 de fevereiro]] de [[2002]]) foi um produtor inglês nascido na [[Hungriaprodutor]], argumentista, [[jornalista]], adaptador, [[tradutor]], [[crítico]], [[acadêmico]] e [[erudito]], professor de arte dramática, mais conhecido por ter cunhado o termo "[[Teatro do Absurdo]]" no seu trabalho comhômonimo, esse nomede ([[1962]]). JohnFoi Caldereleito, editora e material dramáticosegundo [[SamuelJohn BeckettCarter]] confidente, encontrado"o Esslintexto do livro "oteatral mais influente texto teatral dos anos 1960.".
 
Julius Pereszlenyi Nascido em [[Budapeste]], Esslin mudou-se para [[Viena]] com sua família e desde a infância e freqüentou escola e da [[universidade]] de lá. De ascendência [[judaica]], ele fugiu [[Áustria]], nalogo sequênciadepois do [[Anschluss]], deem 1938.
 
Esslin cunhou o conceito de "Teatro do Absurdo" para descrever um grupo de dramaturgos não-naturalistas, que dramatizaram a natureza estranha e sem sentido da vida, onde não há certezas ou finalidades. De acordo com Esslin, "o declínio da crença religiosa privou o homem das certezas. Quando não é mais possível aceitar completos sistemas fechados de valores e revelações do propósito divino, a vida deve ser encarada como em sua realidade última e absoluta. <ref>O Teatro do Absurdo, 1961, 3a ed, 1980</ref>
O [[teatro]] do absurdo esforça-se para expressar o seu sentimento da condição humana e da inadequação da [[abordagem]] racional por aberto o abandono do pensamento racional dispositivos e discursivas.
 
Foi chefe da [[BBCRádio Drama]], na [[Rádio DramaBBC]], entre [[1963]]-77 e [[1977]], tendo anteriormente trabalhado para o serviço externo europeu. Depois de deixar a BBC ocupou altos cargos académicos Estado da [[Flórida]] e [[Universidade de Stanford]].
 
Ele também dirigiu também muitas obras traduzidas e adaptadas a partir do original alemão, porentre exemploelas, muitas peças de [[Wolfgang Bauer]] entre [[1967]] e [[1990]].
 
{{Referências}}
{{esboço-escritor}}
[[Categoria:Escritores da Hungria]]
[[Categoria:Mortos em 2002]]
 
[[de:Martin Esslin]]
[[el:Μάρτιν Έσλιν]]