Diferenças entre edições de "Manuel I Comneno"

4 bytes removidos ,  17h43min de 28 de novembro de 2012
m
Typo fixing, typos fixed: um um → um utilizando AWB (8686)
m (Typo fixing, typos fixed: um um → um utilizando AWB (8686))
[[Ficheiro:Arrivée des croisés à Constantinople.jpg|thumb|left|300px|Chegada da [[Segunda Cruzada]] a [[Constantinopla]], conforme retratado por Jean Fouquet, 1455-1460]]
 
Muitos bizantinos tinham medo das cruzadas por causa de seu vandalismo e dos roubos praticados pelo exército sem lei, conforme marchavam através do território bizantino. Tropas bizantinas seguiam os cruzados com o intuito de policiar seu comportamento e outras tropas eram formadas em Constantinopla e estavam preparadas para defender a capital de qualquer ato violento. Esta medida de segurança foi amplamente difundida, porém os numerosos incidentes por conta do abrigo oferecido pelos bizantinos e a profunda hostilidade entre os francos e os gregos quase principiaram um um conflito entre Manuel e seus convidados, neste caso, os cruzados que atravessavam seu território. Manuel tomou suas precauções - as quais seu avô não tinha tomado - reparando as muralhas da cidade, e pressionando os dois reis por garantias com relação à segurança de seu território. O exército de Conrado III foi o primeiro a entrar no território bizantino no verão de [[1147]], o qual aparece mais proeminentemente nas fontes bizantinas, sendo, portanto, o que ofereceu mais problemas dentre os dois que penetraram esse território.
 
Entretanto, após [[1147]], as relações entre os dois líderes tornaram-se mais amigáveis. Por volta de [[1148]], Manuel percebeu que poderia obter uma aliança com Conrado, cuja cunhada, [[Berta de Sulzbach]], ele esposara; na verdade, ele persuadira o rei alemão a renovar sua aliança contra [[Rogério II da Sicília]].<ref name="M621">P. Magdalino, ''The Byzantine Empire'', 621</ref> Para a infelicidade do imperador bizantino, Conrado morreu em [[1152]] e, apesar de todas as tentativas, Manuel não conseguiu alcançar um acordo com seu sucessor, [[Frederico I da Germânia|Frederico I Barbarossa]].
{{Bom interwiki|ru}}
{{Link FA|ru}}
 
[[als:Manuel I. (Byzanz)]]
[[an:Manuel I Comneno]]
81 928

edições