Transporte hidroviário: diferenças entre revisões

1 145 bytes removidos ,  6 de dezembro de 2012
m
Reversão de uma ou mais edições de 187.53.178.171 para a versão 33007522 de SuperBraulio13 (- textos sem formatação e sem fontes.), com Reversão e avisos.
m (Reversão de uma ou mais edições de 187.53.178.171 para a versão 33007522 de SuperBraulio13 (- textos sem formatação e sem fontes.), com Reversão e avisos.)
 
A partir de meados da [[década de 1960]] desenvolveu-se um novo tipo de mercado de transporte aquático, o do [[Container (transporte)|contentor (português europeu) ou contêiner (português brasileiro)]]. De um formato padronizado (20 ou 40 pés), estas embalagens revolucionaram não só o transporte propriamente dito, mas também toda a cadeia logística, desde o produtor ao consumidor. Os transportes rodoviário, ferroviário e, mesmo, aéreo, adaptaram-se de modo a fazer dos contentores uma unidade de transporte intermodal. A mercadoria, uma vez colocada no contentor, não sofre mais nenhum manuseamento directo até ao seu destinatário final (com excepção de qualquer fiscalização aduaneira). O que é manuseado é apenas o contentor e não o conteúdo.
Transporte hidroviário é o tipo de transporte aquaviário realizado nas hidrovias (são percursos pré-determinados para o tráfego sobre águas) para transporte de pessoas e mercadorias. As hidrovias de interior podem ser rios, lagos e lagoas navegáveis que receberam algum tipo de melhoria/sinalização/balizamento para que um determinado tipo de embarcação possa trafegar com segurança por esta via.
 
As hidrovias são de grande importância para este tipo de modal, visto que, através dela consegue-se transportar grandes quantidades de mercadoria a grandes distâncias. Nelas são transportados produtos como: minérios, cascalhos, areia, carvão, ferro, grãos e outros produtos não perecíveis.
 
Características do transporte hidroviário de carga no Brasil:
 
Grande capacidade de carga;
Baixo custo de transporte;
Baixo custo de manutenção;
Baixa flexibilidade;
Transporte lento;
Influenciado pelas condições climáticas.
Baixo custo de implantação quando se analisa uma via de leito natural, mas pode ser elevado se existir necessidade de construção de infraestruturas especiais como: eclusas, barragens, canais
{{esboço-logística}}