Diferenças entre edições de "John Crichton-Stuart, 7.º Marquês de Bute"

4 968 bytes adicionados ,  02h19min de 1 de janeiro de 2013
sem resumo de edição
{{Sem imagem-biografia}}
{{Info/Motorista da F1|automobilista
|apelido nome = "Johnny Dumfries"
|nome completo = John Colum Crichton-Stuart
| imagem =
|apelido = "Johnny Dumfries"
| legenda =
|nascimento_data = {{dnibr|26|4|1958}}
|nome completonome_completo = John Colum Crichton-Stuart, 7º Marquês de Bute
| nacionalidade = {{UKb}} [[Reino UnidoGrã-Bretanha|Britânico]] ({{ESCb}} [[Escócia|Escocês]]
|anos = [[1986]] |
| nascimento = {{Dni|25|04|1958}}
Team(s) = [[Lotus]] |
| falecimento =
Races = 16 (15 largadas) |
 
Championships = 0 |
| f1_anos = {{anosF1|1986}}
Wins = 0 |
| f1_times = 1 ([[Team Lotus|Lotus]])
Podiums = 0 |
Races| f1_gps = 16 (15 largadas) |
Points = 3 |
| f1_campeonatos = 0 <small>(13º em 1986)</small>
Poles = 0 |
| f1_poles = 0
Fastest laps = 0 |
| f1_podios = 0
First race = [[Grande Prêmio do Brasil de 1986 (Fórmula 1)|Grande Prêmio do Brasil de 1986]] |
| f1_vitorias = 0
First win = |
| f1_pontos = 3
Last win = |
| f1_voltas_mais_rapidas = 0
Last race = [[Grande Prêmio da Austrália de 1986 (Fórmula 1)|Grande Prêmio da Austrália de 1986]] |
First| f1_primeira_corrida race = {{BRAb}} [[Grande Prêmio do Brasil de 1986 (Fórmula 1)|Grande PrêmioGP do Brasil de 1986]], |1986
}}
| f1_primeira_vitoria =
'''John Colum Crichton-Stuart, 7º Marquês de Bute''' ([[Rothesay (Argyll and Bute)|Rothesay]], [[26 de Abril]] de [[1958]]), mais conhecido como '''Johnny Dumfries''', é um ex-piloto de [[F1]] da [[Escócia]].
| f1_ultima_vitoria =
Last| f1_ultima_corrida race = {{AUSb}} [[Grande Prêmio da Austrália de 1986 (Fórmula 1)|Grande PrêmioGP da Austrália de 1986]], |1986
 
| lm24_anos = 1987-1991
| lm24_times = 5 ([[Kouros Racing]], Silk Car Jaguar, [[Tom Walkinshaw Racing]],<br />Toyota Team Tom's e [[Courage Compétition]]
| lm24_melhor_resultado = 1º ([[24 Horas de Le Mans de 1988|1988]]
| lm24_vitorias_classes = 1
 
| outros_campeonatos_anos = 1985, 1988
| outros_campeonatos = [[Fórmula 3000]]
| }}
 
'''John Colum Crichton-Stuart, 7º Marquês de Bute''' ([[Rothesay (Argyll and Bute)|Rothesay]], [[26 de Abrilabril]] de [[1958]]), mais conhecido como '''Johnny Dumfries''', é um ex-piloto deautomobilístico [[F1]] da [[Escócia]]escocês.
 
==Carreira==
Como a maioria dos pilotos, Johnny Dumfries iniciou sua carreira no [[kart]], em 1980. Sofreu um acidente no mesmo ano, quebrando os dois tornozelos.
 
Depois de competir na Fórmula Ford 1600, ingressou na [[Fórmula 3 inglesa]], onde foi apenas um coadjuvante na disputa entre [[Ayrton Senna]] e [[Martin Brundle]], apesar de ter brigado pela vitória em Silverstone com o brasileiro, que chegou a jogar Dumfries fora da pista quando estava sendo ultrapassado, mas o escocês voltou e seguiu Senna até o acelerador quebrar.
 
Correndo em paralelo nas Fórmulas 3 europeia e inglesa, Dumfries venceu dez corridas na série inglesa, e na série europeia, brigou pelo título com [[Ivan Capelli]] até o final, mas acabaria derrotado pelo italiano.
 
==Fórmula 3000==
Seu desempenho chamou a atenção das principais equipes de [[Fórmula 1]], e em 1984 testou para [[Brabham]], [[Scuderia Ferrari|Ferrari]], [[Team McLaren|McLaren]] e [[Team Lotus|Lotus]], sendo que em 1985 assinou contrato exclusivo com a escuderia italiana para ser seu test-driver, enquanto competia pela nascente [[Fórmula 3000]], com a equipe [[Onyx Grand Prix|Onyx]], e posteriormente, com a [[Lola Racing Cars|Lola Motorsport]], onde não conquistou mais que um sexto lugar.
 
==Fórmula 1==
No final de 1985, a Lotus começava a dar sinais de desgaste e estava nas mãos de seu patrocinador, a [[John Player Special]], tendo Ayrton Senna como primeiro piloto.
 
Desgastado com [[Elio De Angelis]], seu companheiro de time desde 1984, Senna veta a contratação do inglês [[Derek Warwick]], que havia sido sugerido por [[Peter Warr]], então chefe de equipe da Lotus. Senna pediu a contratação de seu compatriota [[Maurício Gugelmin]] para o time inglês, mas este ainda não tinha experiência em pilotar um Fórmula 1, e a saída do futuro tricampeão foi sugerir a contratação de Dumfries.
 
O escocês estreou no [[Grande Prêmio do Brasil de 1986 (Fórmula 1)|GP do Brasil]], largando em oitavo lugar e, quando estava entre os seis primeiros colocados, seu carro quebrou. A primeira vez que Dumfries completou uma prova na zona de pontuação foi no GP da Hungria, chegando em quarto lugar. Sua última corrida, na [[Grande Prêmio da Austrália de 1986 (Fórmula 1)|Austrália]], culminou com o terceiro e último ponto dele na F-1.
 
==Saída da Lotus, negociação com a Zakspeed e adeus à F-1==
Com a saída da JPS da Lotus, a situação de Dumfries tornou-se complicada, e a escolha da [[Honda]] no lugar da [[Renault]] como nova fornecedora de motores inviabilizou de vez sua vaga, herdada pelo japonês [[Satoru Nakajima]]. Johnny negociou uma vaga na [[Zakspeed]], que optou em contratar Martin Brundle, e sem chance de conquistar uma vaga em outra equipe de F-1, vai para a [[Benetton Formula|Benetton]] como piloto de testes, função que exerceria até 1990, quando deixou de vez a categoria máxima do automobilismo.
 
==Volta à Fórmula 3000, frustração nas negociações com a CART e final de carreira==
Em 1988, Dumfries retornou à Fórmula 3000 pela equipe [[GEM Motorsport]], correndo duas etapas, terminando o GP de Dijon-Prenois em décimo-terceiro lugar e abandonando a etapa de Zolder.
 
O escocês chegou a negociar uma proposta de correr na CART (futura [[Champ Car]]), mas seu patrocinador vivia problemas financeiros, e isto fez com que Johnny encerrasse sua carreira no automobilismo, aos 34 anos.
 
==Le Mans==
Entre 1987 e 1991, Dumfries disputou as [[24 Horas de Le Mans]], tendo conquistado a vitória na edição de 1988 em parceria com [[Andy Wallace (automobilista)|Andy Wallace]] e [[Jan Lammers]]. Nas demais corridas, sequer obteve a classificação.
 
==Vida pessoal==
Depois que seu pai adoeceu (posteriormente, veio a falecer em 1993), Johnny Dumfries passou a se dedicar aos negócios da família, e também às artes plásticas, ganhando reputação como pintor ou decorador, a ponto de o inglês [[Julian Bailey]] dizer que Dumfries "falava como um decorador".
 
No Festival da Velocidade de 2000, em Brands Hatch, apareceu com o Jaguar com o qual venceu em Le Mans, mas durante uma volta, errou ao dar uma freada e subiu com o carro morro acima até bater. Ao perceber o erro, Dumfries levantou as mãos e colocou-as no capacete, em desespero pelo carro destruído.
 
== Ligações externas ==
Utilizador anónimo