Voyager 2: diferenças entre revisões

486 bytes adicionados ,  22h41min de 3 de janeiro de 2013
sem resumo de edição
|Imagem = [[Image:Voyager.jpg|300px]]
|Legenda = A nave espacial Voyager
|Operação = {{USAb}}[[National Aeronautics and pace Administration|NASA]]
|Contratantes principais = [[Jet Propulsion Laboratory|JPL]]
|Tipo de missão = SobrevôoSobrevoo e coleta de dados
|Sobrevoo de = [[Jupiter]], [[Saturno]], [[Urano]], e [[Neptuno]]
|Lançamento = [[20 de agosto]] de [[1977]]
|Veículo de Lançamento = [[Titan IIIE]]/[[Centaur (rocket stage)|Centaur]]
|Local do Lançamento = {{USAb}}[[Estação da Força Aérea de Cabo Canaveral|Cabo Canaveral]], [[Flórida]], [[Estados Unidos]]
|Duração da missão = Ainda em funcionamento
|Fim da missão =
A sonda aproximou-se de [[Júpiter]] 9 de [[julho]] de 1979 a uma distância de 570.000 quilômetros. A sonda em seguida visitou [[Saturno]] em 25 de janeiro de [[1981]] a uma distância de 101.000 quilômetros da superfície do planeta. Em seguida, ela visitou [[Urano]] em 24 de [[janeiro]] de [[1986]]. Uma das novidades foi a descoberta de onze satélites naturais e de um anel ao redor de [[Urano]]. Também descobriu-se que o Pólo Sul de [[Urano]] estava apontado diretamente para o [[sol]]. Depois de visitar [[Urano]], a sonda dirigiu-se em direção a [[Neptuno]] até que chegou lá em [[agosto]] em 1989. Após a passagem pela órbita de [[Plutão]] a Voyager 2 iniciou a sua saída do [[Sistema Solar]] A sonda tem anexado a sua parte externa um disco fonográfico feito de [[ouro]] intitulado "Sounds of the Earth" (Sons da Terra), com 1h30min de música e alguns sons da natureza do planeta Terra. O disco traz instruções de uso e a frase "For makers of music of all worlds and all times" (Para os fazedores de música de todos os mundos e todos os tempos). O objetivo deste disco é levar dados da Terra para uma possível civilização exterior.
 
Em Maio de [[2010]], a sonda alcançou a distância de 92 [[UA]] do [[Sol]] a uma velocidade de 3,3 UA por ano (15,4 Km/s), localizando-se na constelação de [[Telescopium|Telescópio]]. Prevê-se que, depois de [[2030]], a sonda perderá o contato com a [[Terra]].
 
A sonda deverá ainda percorrer um grande espaço vazio antes de chegar a outros corpos celestes. Em torno de 14 mil anos ou mais, a exemplo da sua sonda-irmã [[Voyager 1]], ela emergirá da [[Nuvem de Oort]] em direção ao [[espaço interestelar]] absoluto (totalmente fora da influência do campo gravitacional do Sol), desde que não haja nenhum anteparo físico (detritos ou corpos celestes) para impedi-la. Em torno de 296.000 anos, ela passará a 4,3 [[anos-luz]] da estrela [[Sirius]], a estrela alfa da constelação de [[Canis Major|Cão Maior]].
[[Archivo:Saturn (planet) large.jpg|thumb|left|Imagem do planeta [[Saturno]] feita pela Voyager 2.]][[Archivo:Uranus.jpg|thumb|center|Foto de [[Urano]].]][[Archivo:Neptuno y Tritón (Voyager2).jpg|thumb|right|Imagem de [[Neptuno]] e de sua maior lua, [[Tritão]].]]
 
== {{Ver também}} ==
Utilizador anónimo