Abrir menu principal

Alterações

197 bytes adicionados ,  18h48min de 19 de janeiro de 2013
sem resumo de edição
Recentemente a Associação Médica Brasileira e o CFM reconheceram a CirurgiaGeral como especialidade e não apenas sendo pré-requisito para outras especialidades. Assim, atualmente o Cirurgião Geral é aquele habilitado e treinado para resolução das afecções cirúrgicas mais comuns, além de se dedicar à laparoscopía e a cirurgia do trauma.
 
Em Portugal, o internato consiste em 72 meses distribuídos do seguinte modo: 48 de Cirurgia Geral - o que inclui 12 de Cirurgia Cervical (do Pescoço); 3 de Traumatologia, 3 de Cirurgia Pediátrica, 3 de Cirurgia Plástica, 3 de Ortopedia, 2 de Cirurgia Maxilo-Facial, 2 de Cirurgia Cardiotorácica, 2 de Cirurgia Vascular, 2 de Neurocirurgia, 2 de Ginecologia e 2 de Urologia. A avaliação (teórica, prática e curricular) é feita no final de cada ano e do internato. Finalizado este período de formação, o médico adquire o grau de especialista. <ref>[https://www.ordemdosmedicos.pt/?lop=conteudo&op=a01a0380ca3c61428c26a231f0e49a09&id=ad71c82b22f4f65b9398f76d8be4c615 Internato em Cirurgia Geral pela Ordem dos Médicos (pdf download)]</ref>
No Brasil, a duração é de 2 anos de curso sendo o terceiro opcional para a obtenção de maiores conhecimentos.