Diferenças entre edições de "Fórmula 1"

59 bytes removidos ,  07h30min de 21 de janeiro de 2013
m
Revertidas edições por Gabryel andro para a última versão por Leandromartinez, de 06h05min de 18 de janeiro de 2013 (UTC)
m (Revertidas edições por Gabryel andro para a última versão por Leandromartinez, de 06h05min de 18 de janeiro de 2013 (UTC))
Em [[1954]], a [[Mercedes-Benz]] retorna ao esporte com um carro perfeito que deu a [[Juan Manuel Fangio]] mais 2 títulos, tornando-se tricampeão mundial. Os carros são menores, com motores de 2,5 litros. Ao final de [[1955]], a Mercedes abandona as competições em razão da tragédia de [[Le Mans]] ocorrida naquele ano, quando mais de 80 espectadores morreram quando a Mercedes de [[Pierre Levegh]] projetou-se sobre a multidão. Neste momento, a Ferrari contrata Fangio, que conquista o quarto título na F-1. Em [[1957]], ele conquista seu quinto (e último) título pela Maserati.
 
Em 1955, a [[Vanwall]], primeira equipe inglesa de F-1, apresenta um carro originalmente concebido para a [[Fórmula 2]] de 2,0 litros, porém equipado com freios a disco e injeção de combustível e teve o primeiro piloto brasileiro . Em [[1956]], a Vanwall apresenta o motor de 2,5 litros e um novo chassi concebido por [[Colin Chapman]], que nesta época desenvolvia carros esporte para a [[Lotus]]. Após algumas modificações introduzidas na suspensão por Chapman e a contratação de um especialista em carrocerias, [[Frank Costin]], o carro da Vanwall tornou-se extremamente competitivo. Para brigar pelo campeonato foram contratados 2 excelentes pilotos: [[Stirling Moss]] e [[Tony Brooks]]. Assim, a Vanwall se tornou a primeira equipe campeã de construtores em [[1958]].
 
Em 1958, a [[Cooper Car Company|Cooper]] apresenta um pequeno carro (baseado nos modelos da [[Fórmula 3]] de 500cc) com motor de fabricação própria, montado na parte traseira, com um acentuado índice de avanço técnico comparado aos carros da época. Este carro marcou os modelos da década que se iniciava já sendo campeão de construtores e de pilotos, com o australiano [[Jack Brabham]], em [[1959]] e [[1960]].
| colspan=10 | || colspan=10 | || colspan=10 | || colspan=10 | || colspan=1 | || colspan=15 style="background-color: yellow" | [[Jordan Grand Prix|Jordan]] (1991–2005) || colspan=1 style="color: black; background-color: red" | [[Midland F1|Midland]] (2006) || colspan=1 style="color: black; background-color: #FE8801" | [[Spyker F1|Spyker]] (2007) || colspan=5 style="color: green; background-color: #FEBE75" | [[Force India]] (2008–)
|- bgcolor=#E0E0E0
| colspan=10 | || colspan=10 | || colspan=10 | || colspan=10 | || colspan=3 | || colspan=13 style="color: #41DBE6; background-color: #364AFD" | [[Sauber]] (1993–2005) || colspan=4 style="color: blue; background-color: white" | [[BMW Sauber F1 Team|BMW-Sauber]] (2006–2009)|| colspan=3 style="color: red; background-color: white" | [[retorno da sauberSauber]] (2010-)
|- bgcolor=#E0E0E0
| colspan=10 | || colspan=10 | || colspan=10 | || colspan=10 | || colspan=7 | || colspan=3 style="background-color: white" | [[Stewart Grand Prix|Stewart]] (1997–1999) || colspan=5 style="color: white; background-color: green" | [[Jaguar Racing|Jaguar]] (2000–2004) || colspan=8 style="color: gold; background-color: #071591" | [[Red Bull Racing|Red Bull]] (2005–)
Na [[Temporada de Fórmula 1 de 2011|temporada de 2011]] seriam disputados 20 Grandes Prêmios de Fórmula 1. Mas com o cancelamento do [[Grande Prêmio do Bahrain|GP do Bahrein]] devido aos protestos no início do ano, ocorreram apenas 19 corridas.
 
atualmente Não há nenhum grande prêmio no continente [[africa]]no.
 
Os grandes prêmios são disputados em diversos países da [[Ásia]], [[Europa]], [[Oriente Médio]], [[Oceania]], [[América]], incluindo o [[Brasil]].
53 300

edições