Diferenças entre edições de "Casa de Valois"

5 bytes adicionados ,  23h08min de 10 de fevereiro de 2013
sem resumo de edição
m (recategorização e ajustes utilizando AWB)
Apresentou-se a questão da sucessão feminina ao trono.
 
O irmão de Filipe o Belo, [[Carlos de Valois]], morrera em [[1325]]; seu primogênito Filipe, conde de Valois, Regente de França, invocou a possível ilegitimidade de sua sobrinha Joana e fê-la ser impedida de suceder, em decisão apoiada pelos Parlamentos e Conselhos: foi ele próprio escolhido Rei pelos Estados, dando início à dinastia Valois. A filha de Filipe IV, Isabel de França, que entrou para a história apelidade de ''Loba de França'', tinha casdocasado com o rei inglês [[Eduardo II da Inglaterra|Eduardo II]]. Estes anos perturbados são narrados por [[Maurice Druon]], autor francês, em sua série «''[[Os Reis Malditos]]''» livros que tanto sucesso fazem.
 
Os Valois governaram a França de 1328 a [[1589]]. Como Filipe morreu sem deixar filhos homens, sua filha, por sua vez, não pode reinar e foi preterida em benefício de Carlos IV, mas este morreu sem filhos. Em 1328, portanto, os descendentes masculinos de Filipe IV estavam extintos. Esta primeira linha se extinguiu em [[1498]] mas foi sucedida pela '''Casa de Valois-Orleans''' na pessoa de [[Luís XII de França|Luís XII]] neto de Luís, Duque de Orléans, um filho de Carlos V e, por morte de Luís XII em 1515, pela '''casa de Valois-Orleans-Angoulême''' na pessoa de [[Francisco I de França|Francisco I]]: era filho de Carlos, Conde de Angoulême, por sua vez filho de Luís I de Orleans. Reinaram depois [[Henrique II de França|Henrique II]] e seus três filhos, mortos sem posteridade legítima.
2 677

edições