Brás de Sebaste: diferenças entre revisões

14 bytes adicionados ,  13 de fevereiro de 2013
sem resumo de edição
|canonizado_por =
|atribuições = Pente para tosquia; velas; cuidando de um garoto ou animal engasgado
|patrono = Animais; operários de construção; veterinários; aflições da garganta; garotos; pedreiros; escultores; tosquiadores<br>[[Maratea]],Itália; [[Campanário, Madeira(Ribeira Brava)]]; [[Sicília]]; [[Dalmácia]]; [[Dubrovnik]]; [[Ciudad del Este]], no [[Paraguai]]; [[Rubiera]]
|patrona =
|principal_templo =
'''São Brás''' ({{lang-fr|''Blaise''}}) foi um [[mártir]], [[bispo]] e [[santo]] [[católico]] que viveu entre o séculos [[século III|III]] e [[século IV|IV]] na [[Armênia]].
 
Ficou conhecido porque retirou com a mão um espinho da [[garganta]] de uma criança. Por esse motivo é padroeiro das doenças da garganta e no dia de sua celebração em [[3 de fevereiro]], nas cidades da [[Espanha]]; [[Campanário, Madeira(Ribeira Brava)]] e algumas da [[América Latina]], as mães levam os filhos para benzerem a garganta.
 
Foi capturado pelos [[Império Romano|romanos]] e decapitado no ano [[316]], sendo enterrado na cidade de [[Sebaste (Sivas)|Sebaste]].
Utilizador anónimo