Abrir menu principal

Alterações

100 bytes adicionados ,  13h09min de 22 de fevereiro de 2013
sem resumo de edição
Os Saboia inicialmente foram soberanos de um [[condado]], a partir do [[século X]], e detinham o [[título nobiliárquico]] de [[conde]], sendo elevados a [[duque]]s de Saboia em [[1416]], mas continuaram a governar o mesmo território.
 
{{Artigo principal|Condado de Sabóia}}
 
==Lista dos senhores de Sabóia==
Há um '''[[Anexo:Lista dos senhores da Casa de Sabóia]]'''
 
==História==
{{Artigo principal|Condado de Sabóia|Reino da Sardenha|Risorgimento}}
[[Ficheiro:Italia 1494-es.svg|miniaturadaimagem|Estados italianos em 1494]]
Em [[1720]], [[Vítor Amadeu II, Duque de Saboia|Vítor Amadeu II, duque de Saboia]], tornou-se [[Lista de reis da Sardenha|rei da Sardenha]] assim como a sua descendência. O seu descendente [[Vítor Emanuel II da Itália|Vítor Emanuel II]] tornou-se o primeiro [[Anexo:Lista de reis da Itália|rei da Itália]] <ref>Os primeiros a usar o título de rei da Itália foram os soberanos [[lombardos]] dos quais deriva a a tradição de coroação em [[Pávia]], então capital do [[reino Lombardo]], com a [[Coroa de Ferro]]. A estes seguiram-se os soberanos [[carolíngios]] [[Berengário II da Itália|Berengário]] e [[Arduíno da Itália|Arduíno d'Ivrea]]. Depois o título foi incorporado pelos soberanos do [[Sacro Império Romano-Germânico]] que o associaram ao título imperial. A coração continuou a ser em Pávia. Caído depois em desuso, o título foi novamente usado por [[Napoleão Bonaparte]], que foi coroado com a Corroa de Ferro na [[Catedral de Milão]], em [[26 de maio]] de [[1805]].</ref>[[Risorgimento|unificada]] em [[1861]].
 
8

edições