Diferenças entre edições de "Fundação Perseu Abramo"

Sem alteração do tamanho ,  15h45min de 25 de fevereiro de 2013
A etapa seguinte iniciou-se com a decisão do Diretório Nacional de criar uma fundação.<ref name="FPA" /> A escolha desse modelo, que deve prestar contas à Curadoria de Fundações do [[Ministério Público do Brasil|Ministério Público]], foi proposital, a fim de garantir o rigor e a transparência de todos os atos a serem desenvolvidos pela instituição.<ref name="FPA" /> Feita tal escolha, um pequeno grupo de pessoas que havia acompanhado as discussões anteriores, foi incumbido pelo Diretório Nacional de prosseguir - tomando como base as idéias esboçadas por Perseu - os estudos preliminares para definição da base jurídica, dos objetivos e do programa de atividades da nova fundação.<ref name="FPA" /> Dois documentos foram elaborados com esse propósito: um que definia os "elementos para um plano de trabalho" e outro que continha os estatutos da Fundação.<ref name="FPA" /> Ambos foram aprovados por unanimidade na reunião do Diretório Nacional do dia 5 de maio de 1996.<ref name="FPA" /> Foi definido que a fundação seria "instituição de direito privado, instituída pelo Partido dos Trabalhadores mas com autonomia jurídica e administrativa, com sede em São Paulo, mas de âmbito nacional".<ref name="FPA" />
 
A fundação é constituída por dois órgãos constitutivos: o Conselho Curador e a Diretoria Executiva.<ref name="FPA" /> O primeiro é composto por 2125 membros designados pelo Diretório Nacional, a quem são atribuídas as tarefas de fiscalização, aprovação das contas, do orçamento e do plano de trabalho anuais, além da decisão em todas as questões importantes como as relativas a eventuais alterações do estatuto ou do patrimônio da instituição e das discussões das linhas gerais de trabalho e a contribuição para o desenvolvimento das atividades da Fundação através da avaliação crítica dos projetos em andamento e sugestões para novas iniciativas.<ref name="FPA" /> O Conselho realiza reuniões ordinárias a cada três meses.<ref name="FPA" /> A Diretoria Executiva é composta por quatroseis membros: um presidente, um vice-presidente e mais doisquatro diretores, com atribuições de planejamento, orientação e coordenação dos trabalhos da Fundação, de representação externa da entidade, inclusive junto à Curadoria de Fundações, e de sua articulação com as instâncias do partido e com os diversos segmentos da sociedade em geral.<ref name="FPA" />
 
As linhas gerais do plano de trabalho previam os seguintes campos de atuação: recuperação da memória e da história do PT (Projeto Memória e História); reflexão ideológica, política e cultural (Reflexão); socialização do patrimônio político-ideológico-cultural acumulado, através de eventos, publicações e educação política (Editora e Revista Teoria a Debate); pesquisas de opinião pública (Núcleo de Opinião Pública).<ref name="FPA" />
Utilizador anónimo