Diferenças entre edições de "Henrique Capriles Radonski"

4 280 bytes adicionados ,  18h07min de 21 de março de 2013
ampliação
(em construção)
(ampliação)
 
==Biografia==
Nascido em [[11 de julho]] de [[1972]], Capriles tem uma família de origem [[judaica]] - o pai, Henrique Capriles Garcia, é descendente de uma família de [[judeus sefarditas]] de [[Curaçao]], enquanto a mãe, Mônica Cristina Radonski Bochenek, descende de uma família judaica [[russos|russo]]-[[poloneses|polonesa]] sobrevivente do [[Holocausto]] -, que se consolidou como uma das mais poderosas da aristocracia [[Caracas|caraquenha]], estando a frente de empreendimentos na [[indústria]], [[mídia|comunicações]] (a Cadena Capriles controla o diário Últimas Notícias, de grande difusão nacional, o jornal esportivo Líder, além de cadeias de rádios e um canal de televisão) e de [[entretenimento]] (comandam a rede de cinemas Cinex, uma das mais importantes do país).<ref name="CAPRILES/2012/O-PUBLICO-PORTUGAL">[http://www.publico.pt/mundo/noticia/duelo-na-venezuela-capriles-vs-chavez-1565480 Capriles, o rosto da nova oposição] - O Público, 02 de outubro de 2012</ref><ref name="CAPRILES/2012/EL-PUBLICO-ESPANA">{{es icon}}[http://www.publico.es/internacional/443357/henrique-capriles-el-abogado-que-pretende-ser-el-nuevo-lula Henrique Capriles, el abogado que pretende ser el nuevo Lula] - El Publico, 06 de outubro de 2012</ref>
 
Apesar da origem judaica, Capriles é [[Igreja Católica|católico]] praticante, tendo até integrado a seção venezuelana da organização [[católica]] [[Tradição, Família e Propriedade]] na [[década de 1980]].<ref name="CAPRILES/2012/GUARDIAN">{{en icon}}[http://www.guardian.co.uk/commentisfree/2012/sep/16/high-stakes-venezuela-election-capriles-chavez High stakes in Venezuelan election] - Guardian, 16 de setembro de 2012</ref> Ainda naquela década, ele concluiria seus estudos básicos nos Institutos Educacionales Asociados El Peñón (IEA). Mais tarde, ingressaria no [[direito]] na [[Universidade Católica Andrés Bello]], onde obteve o título de [[advogado]] em [[1994]] e uma especialização em [[direito econômico]], na mesma universidade, em [[1997]].<ref name="CAPRILES/2012/O-PUBLICO-PORTUGAL"/> Também iniciou os estudos de pós-graduação em legislação fiscal na [[Universidade Central da Venezuela]].<ref>{{cita web|título=Sobre el Politico|url=http://www.eleccionesvenezuela.com/politico-henrique-capriles-radonski-3.html|fechaacceso=8 de outubro de 2012|obra=eleccionesvenezuela.com}}</ref>
 
Também fez cursos nos [[Países Baixos]], na [[Itália]] e nos [[Estados Unidos]], foi membro da International Fiscal Association (IFA) e da Associação Mundial de Jovens Advogados e do Conselho Fiscal da Câmara Americana de Comércio e Indústria da Venezuela (Venamcham), e trabalhou nos escritórios de advocacia Nevett & Mezquita Abogados e Hoet, Peláez, Castillo & Duque, além de atuar nos negócios familiares, especialmente nas empresas da família materna, Radonski Bochenek.<ref>{{es icon}}{{cita web |autor = |año = 2004 |url = http://web.archive.org/web/20070202055749/http://www.baruta.gov.ve/gerente.asp?id_gerencia=3|título =Henrique Capriles Radonski| editor = baruta.gov.ve |fechaacceso = 14 de outubro de 2011}}</ref><ref>{{es icon}}{{cita web |autor = |año = 2007 |url = http://classic-web.archive.org/web/20070202055749/http://www.baruta.gov.ve/gerente.asp?id_gerencia=3|título =Página de la Alcaldía de Baruta| editor = baruta.gov.ve |fechaacceso = 14 de outubro de 2011}}</ref>
 
==Carreira política==
Capriles Radonski começou sua carreira na [[política]] pelo [[Direita política|partido de direita]] [[Comitê de Organização Política Eleitoral Independente|Copei]]. Em [[1998]], se candidatou à deputado federal pelo estado de [[Zulia]] nas eleições parlamentares daquele ano. Eleito, foi nomeado presidente da Câmara dos Deputados, apesar de sua inexperiência política, convertendo-se no deputado mais jovem a dirigi-la, mas deixou o cargo após a dissolução do Congresso venezuelano pela Assembleia Constituinte Nacional em [[1999]].<ref name="CAPRILES/2012/O-PUBLICO-PORTUGAL">[http://www.publico.pt/mundo/noticia/duelo-na-venezuela-capriles-vs-chavez-1565480 Capriles, o rosto da nova oposição] - O Público, 02 de outubro de 2012</ref><ref name=CaprilesCruises>{{en icon}}{{cite news |publisher= CNN |accessdate=8 May 2012 |url= http://www.cnn.com/2012/02/12/world/americas/venezuela-primary-analysis/index.html |title= Capriles cruises to victory in Venezuela's primary election |date= 13 February 2012}}</ref> Em [[2000]], ao lado do conservador [[Leopoldo López]], fundou o partido [[Primero Justicia]]. Já naquele ano, disputou as eleições municipais de [[Baruta]], um dos redutos da classe média-alta e alta da [[Distrito Capital (Venezuela)|Região metropolitana]] de [[Caracas]], tendo sido eleito prefeito com 60% dos votos. Em [[2004]], seria reeleito com quase 80% dos votos.<ref name="CAPRILES/2012/O-PUBLICO-PORTUGAL"/><ref name=AsiEs>{{es icon}} {{cite web|url=http://www.bbc.co.uk/mundo/noticias/2012/02/120213_venezuela_perfil_capriles_primarias_oposicion_jp.shtml |title= Así es Capriles Radonski, el hombre que espera derrotar a Hugo Chávez |publisher= BBC Mundo |date= 13 February 2012 |accessdate=15 February 2012 | author= Paullier, Juan}}</ref>
 
Ainda em [[2000]], Capriles se aproximou-se do International Republican Institute (IRI), organização vinculada ao [[Partido Republicano (Estados Unidos)|Partido Republicano]] dos [[Estados Unidos]].<ref>{{en icon}}[http://english.ruvr.ru/2013_03_14/Did-Henrique-Capriles-have-a-falling-out-with-his-US-handlers/ Did Henrique Capriles have a falling out with his US handlers?] - Radio The Voice of Russia, 14 de março de 2013</ref> Desde então, passou a ser conhecido como um dos principais opositores do governo venezuelano. Em [[2002]], Capriles Radonski participou ativamente do [[Golpe de Estado na Venezuela de 2002|Golpe de Estado]] contra o presidente [[Hugo Chávez]]. Acusado de ter se omitido quando partidários anti-Chávez invadiram a embaixada de Cuba, em Baruta, e espancaram Ramón Rodríguez Chacín, então Ministro do Interior e Justiça,<ref name="CAPRILES/2012/O-PUBLICO-PORTUGAL"/><ref>{{es icon}} [http://www.telesurtv.net/articulos/2012/04/12/ex-embajador-de-cuba-en-venezuela-capriles-violo-leyes-internacionales Ex embajador de Cuba en Venezuela: Capriles violó leyes internacionales] - TeleSur, 12 de abril de 2012</ref><ref name="APO"> {{es icon}}{{cita web |url=http://www.aporrea.org/imprime/n81195.html|título=Embajador Germán Sánchez Otero: “Querían incendiar la embajada”|fechaacceso=16 de marzo de 2009 |idioma=español|editorial=Aporrea/Diario Panorama}}</ref> foi preso por quatro meses, de forma preventiva por escapar à justiça, e julgado em [[2004]], mas acabou absolvido em [[2006]]. Todavia, em novembro de 2008, o processo foi reaberto e permanece em curso.<ref>{{es icon}} {{cita web |url=http://www.eluniversal.com/2008/10/17/pol_ava_reabren-juicio-a-cap_17A2075169.shtml|título=Reabren juicio a Capriles Radonski por hechos de la embajada de Cuba|fechaacceso=16 de marzo de 2009 |idioma=español|editorial=El Nacional}}</ref>
 
Também em [[2008]], disputou as eleições para o governo do estado de [[Miranda (estado)|Miranda]], tendo derrotado o candidato chavista [[Diosdado Cabello]]. Em [[2012]], Capriles Radonski conquistaria um novo mandato, desta vez após derrotar o candidato [[Elías Jaua]].
 
{{Referências}}
9 008

edições