Abrir menu principal

Alterações

40 bytes adicionados ,  12h52min de 4 de abril de 2013
 
Por volta de finais do [[século XX]], as melhoras tecnológicas ajudaram no estudo e compreensão das nebulosas planetárias.<ref name="Kwok2005" /> Os [[telescópio espacial|telescópios espaciais]] permitiram os astrônomos estudarem a luz emitida para além do [[espectro visível]], a qual não pode ser detectada desde os [[observatório]]s situados na Terra, pois apenas as [[ondas de rádio]] e a luz do espectro visível atravessam a atmosfera sem sofrer uma absorção significativa. Os estudos realizados no [[infravermelho]] e no [[ultravioleta]] revelam muita mais informação das nebulosas planetárias, como a sua [[temperatura]] e [[densidade]], bem como as abundâncias dos diferentes [[elemento químico|elementos]].<ref>{{Citar periódico |autor=Hora, Joseph L., ''al.'' |ano=2004|título=Infrared Array Camera (IRAC) Observations of Planetary Nebulae |publicação=The Astrophysical Journal Supplement Series |volume=154|número=1|páginas=296-301|url=http://adsabs.harvard.edu/abs/2004ApJS..154..296H |doi=10.1086/422820|dataaccesso=8 de dezembro de 2009}}</ref><ref>{{Citar periódico |autor=Kwok, S. '' al. '' |ano=2006|título=Planetary nebulae in the GLIMPSE survey |publicação=Proceedings of the International Astronomical Union |volume=2|páginas=445-446|doi=10.1017/S1743921306003668|dataaccesso=8 de dezembro de 2009}}</ref> A tecnologia [[CCD]] permitiu medir mais precisamente as linhas espectrais mais débeis. O [[telescópio espacial Hubble]] mostrou que, embora muitas nebulosas parecem, vistas desde os observatórios terrestres, possuir uma estrutura muito básica, a grande resolução óptica dos telescópios situados além da [[atmosfera terrestre]] revela morfologias que podem chegar a ser extremamente complexas.<ref name="Reed1999">{{Citar periódico |autor=Reed, Darren S. '' al. '' |ano=1999|título=Hubble Space Telescope Measurements of the Expansion of NGC 6543 : Parallax Distance and Nebular |publicação=The Astronomical Journal |volume=118|páginas=2430-2441|doi=10.1086/301091|dataaccesso=8 de dezembro de 2009}}</ref><ref name="Aller2001">{{Citar periódico |autor=Aller, L. H.; Hyung, S. |ano=2001|editor=Kwok, Sum; Dopita, Michael; Sutherland, Ralph|título=Historical Remarks on the Spectroscopic Analysis of Planetary Nebulae (invited review) |publicação=Proceedings of the 209th Symposium of the International Astronomical Union |id=Planetary Nebulae: Their Evolution and Role in the Universe (Astronomical Society of the Pacific)|volume=209|página=15|doi=10.1086/301091|dataaccesso=8 de dezembro de 2009}}</ref>
as estrelas sao bonitas yooohhhh bitchh
 
== Formação e evolução ==
Utilizador anónimo