Diferenças entre edições de "Mars Global Surveyor"

49 bytes adicionados ,  23h51min de 5 de abril de 2013
sem resumo de edição
m (A migrar 32 interwikis, agora providenciados por Wikidata em d:q206300)
| Contratantes principais = [[Lockheed Martin]]
| Tipo de missão = Orbitador
| Destino = [[Marte (planeta)|Marte]]
| Lançamento = [[7 de Novembro]] de [[1996]] às 17:00:49 UTC {{USAb}} [[Cabo Canaveral]], [[Estados Unidos]]
| Veículo de Lançamento = Delta II
==Missão==
 
A '''Mars Global Surveyor''' representou o regresso ao planeta [[Marte (planeta)|Marte]] após quase duas décadas de ausência (as sondas [[Viking]] foram lançadas em [[1975]] e [[1976]] e a sonda [[Mars Observer]] tinha falhado o objetivo) e constitui-se hoje um dos maiores sucessos na exploração espacial. A sua missão primária era a observação e [[cartografia]] da superfície marciana em preparação às missões seguintes e teria uma duração de um ano marciano (equivalente a cerca de 2 anos terrestres). Em [[2005]] e perto de atingir uma década em orbita de Marte, a missão já enviou para a Terra mais informação do que todas as outras missões juntas, excetuando-se a sonda [[Magellan]], enviada a [[Vênus (planeta)|Vênus]].
 
A sonda entrou em órbita de '''Marte''' a [[12 de Setembro]] de [[1997]] não sem encontrar problemas. Assim, e logo após o seu lançamento, os engenheiros da missão descobriram que um dos dois painéis solares que alimentam de energia a sonda, não abriu completamente devido a uma quebra de uma junta. A não abertura na totalidade do painel não colocava em perigo a sonda mas dificultava a sua inserção na órbita de Marte devido ao fato de os painéis serem utilizados numa manobra de travagem atmosférica para o seu posicionamento final na órbita pretendida. Após uma análise da situação, verificou-se que a sonda podia continuar com a sua missão. Desde então, a sonda nunca mais apresentou qualquer tipo de problema e tem cumprido a sua agenda na sua capacidade máxima.