Diferenças entre edições de "Sídon"

Sem alteração do tamanho ,  14h24min de 14 de abril de 2013
(maiúsculas)
Foi uma das mais importantes cidades [[fenícia]]s, e terá sido, possivelmente, a mais antiga. foi fundado um grande império comercial mediterrânico. [[Homero]] elogiou os seus habitantes pela especialização no fabrico de vidro e tecidos de cor púrpura. Foi também daqui que saíram os colonos fundadores de Tiro.
 
Sídon teve conquistadores [[Filisteusfilisteus]], [[Assíria|Assíriosassírios]], [[BabilóniaBabilônia|Babilóniosbabilônios]], [[Antigo EgiptoEgito|Egípciosegípcios]], [[Gregosgregos]] e finalmente [[Roma Antiga|Romanosromanos]], antes da era cristã. [[Herodes o Grande]] visitou Sídon. Segundo a tradição cristã, tanto [[Jesus Cristo]] como [[Paulo de Tarso|Paulo]] [[Tarso (cidade)|de Tarso]] a visitaram. (ver ''Sídon Bíblica'' abaixo).
 
AEm [[4 de Dezembrodezembro]] de [[1110]], Sídon foi saqueada na [[Primeira Cruzada]]. Durante as cruzadas foi saqueada várias vezes até que foi finalmente destruída pelos [[Sarracenossarracenos]] em [[1249]]. Em 1260 foi destruída de novo pelos [[Mongóismongóis]]. Os destroços das muralhas originais são ainda visíveis.
 
Logo que Sídon ficou sob o domínio do [[Império Otomano]], no século XVII, recuperou uma grande parte da sua anterior importância comercial. Os Egípciosegípcios, apoiados pela [[Inglaterra]] e [[França]], capturaram e controlaram a cidade no Séculoséculo XIX. Durante a [[Primeira Guerra Mundial]], os Britânicosbritânicos tomaram Sídon. Depois da guerra, esta tornou-se [[ProtectoradoProtetorado]] dos Francesesfranceses no Mediterrâneo Oriental.
 
== Sídon hoje ==
Utilizador anónimo